Homem armado faz ameaças de detonar até botijão de gás com morteiro para cobrar dívida da Unick Forex

Um homem está espalhando uma série de ameaças a ex-líderes da Unick Forex, incluindo a detonação de um morteiro, para tentar reaver um investimento milionário na empresa, que foi desmontada em uma operação da Polícia Federal.

O homem, identificado apenas como Cássio, seria um dos milhares de investidores descalcados pelo esquema da suposta pirâmide Unick Forex. Ele teria emprestado dinheiro para investir na Unick Forex através de um dos líderes da empresa chamado por ele de "Rodrigo", e ao perceber que não veria seu investimento de volta teria iniciado ameaças e até ataques, segundo audios que circulam em grupos de conversa.

Cássio teria investido R$ 1 milhão na Unick Forex e na Indeal, ambas fechadas pela PF brasileira em 2019. 

Segundo um relato, ao qual o Cointelegraph Brasil teve acesso com exclusividade, ele teria "enlouquecido" com o fim das empresas e passou a comandar uma série de ameaças e ataques.

Em um deles, teria invadido uma propriedade privada armado com um revólver 38 e derrubado parte da sede de uma indústria, supostamente pertencente a um dos líderes da Unick, além de atirar um carro Mercedes Benz, que teria sido perdido por conta de suas dívidas, em uma lagoa propositalmente.

O investidor também diz que o líder Rodrigo estaria "comprando a Justiça" para prejudicá-lo.

Segundo um dos áudios recebidos, a Poícia Civil já investiga o caso, apreendendo no dia 6 de janeiro em Flores da Cunha (RS) um arsenal de munições de uso restrito, um colete à prova de balas, uma luneta e um morteiro. O homem não foi encontrado no momento das buscas, mas a procedência dos armamentos será investigada.