Exchange neo-zelandesa hackeada Cryptopia entra em liquidação e negociação é suspensa

A exchange hackeada baseada na Nova Zelândia Cryptopia apontou David Ruscoe e Russell Moore da rede de empresas de auditoria e consultoria Grant Thornton New Zealand como seus liquidatários. A notícia foi revelada em um anúncio da Grant Thornthon em 15 de maio.

A Grant Thornton New Zealand (NZ) é a rede local da Grant Thornton International — uma importante rede de serviços profissionais de contabilidade independente e auditoria.

Como o Cointelegraph havia publicado em janeiro, a Cryptopia revelou que teria sido alvo de uma invasão, resultando em perdas importantes, com o ataque continuando por duas semanas depois da detecção inicial até que a exchange conseguiu retomar o controle de suas carteiras.

De acordo com a Grant Thornton NZ, a Cryptopia decidiu entrar em liquidação por não ter conseguido retomar a rentabilidade de seus negócios, apesar dos esforços da administração para reduzir custos. A decisão teria sido tomada "com os melhores interesses sobre clientes, funcionários e outros participantes", segundo o anúncio.

Os liquidatários devem conduzir uma investigação com foco na segurança dos ativos e acionistas, enquanto todos os serviços de negociação da plataforma ficarão suspensos. Na declaração, David Ruscoe disse:

“Nós entendemos que os clientes da Cryptopia vão querer seus problemas resolvidos o mais breve possível. Vamos conduzir uma investigação, trabalhando com várias partes interessadas incluindo gestão e acionistas, para encontrar uma solução que atenda aos interesses de clientes e outros envolvidos".

Ruscoe disse ainda que dada a complexidade do caso, a Grant Thornton NZ espera que a investigação "leve meses em vez de semanas". Os liquidatários dizem estar trabalhando com especialistas independentes e autoridades importantes para determinar as obrigações da empresa.

A Grant Thornton NZ vai publicar um relatório inicial para o site da New Zealand Companies Office na próxima semana.

Como noticiado em janeiro, a Cryptopia inicialmente informou usuários que estava passando por uma manutenção não-programada, publicando diversas atualizações antes de confirmar oficialmente a invasão.

Uma análise da empresa de infraestrutura blockchain Elementus estimou em fevereiro que o equivalente a US$ 16 milhões em Ethereum (ETH) e tokens ERC-20 foram roubados da plataforma durante o ataque — US$ 3,2 milhões foram depois rastreados em liquidações em exchanges como Etherdelta, Binance e Bitbox.

No começo do mês, a importante exchange Binance foi alvo de um grande hack que resultou no roubo de cerca de 7.070 Bitcoins (BTC) das carteiras quentes da exchange — equivalentes a US$ 40 milhões na época.