Exchange Cryptopia da Nova Zelândia informa que sofreu hack com "perdas significativas"

A exchange de ativos digitais da Nova Zelândia Cryptopia suspendeu os serviços após detectar um grande hack que supostamente resultou em perdas significativas, segundo um tuíte publicado hoje, 15 de janeiro.

A exchange revelou no tuíte que o hack ocorreu ontem, 14 de janeiro. A plataforma inicialmente havia informado o público que estava passando por uma manutenção não programa, emitindo várias atualizações lacônicas e parecidas antes da divulgação oficial do hack.

De acordo com a mensagem de hoje, a exchange notificou agências governamentais e autoridades, incluindo a polícia da Nova Zelândia e a Unidade de Crimes de Alta Tecnologia, que declararam ter aberto uma investigação sobre o assunto e estão supostamente tratando o incidente como um grande crime.

A Cryptopia - cujo volume diário total de transações atualmente não aparece no CoinMarketCap - lista mais de 800 ativos cripto, com o suporte de pares comerciais que incluem uma variedade de ativos cripto de pequena escala.

A notícia do incidente foi recebida com preocupação e algum ceticismo na comunidade de cripto. WhalePanda comentou sobre o hack, que ele colocou entre aspas, dizendo em um segundo tuíte:

“Interessante que isso aconteça em uma um periodo de vacas magras, no qual as pequenas exchanges estão lutando para sobreviver e estão enviando mensagens agressivas para qualquer pessoa envolvida em projetos de cripto para fazê-los pagar taxas de listagem para serem listados em suas plataformas.”

Em resposta ao tuíte de WhalePanda, alguns comentaristas chegaram a investigar as recentes transações da Cryptopia, afirmando que a exchange havia retirado Ethereum (ETH) ontem no valor de vários milhões de dólares de sua carteira, citando dados do monitor de blockchain da exchange cripto. 13 de janeiro.

Em uma série de comentários acusatórios sobre a aparente coincidência, outros comentaristas ofereceram alegações de que a violação de segurança poderia ser um golpe de saída e supostamente pré-planejado. Nenhuma dessas afirmações foi corroborada até o momento desta publicação.

Ran NeuNer, apresentador do programa CryptoTrader da CNBC, também tuítou sua resposta, questionando se o aparente hack foi devido a práticas negligentes de armazenamento e se a exchange seria capaz de reembolsar os usuários devido a seu pequeno tamanho e ao prolongado mercado de baixa das criptomoedas.

Como publicado reportado, a Cryptopia causou preocupação entre os usuários no último verão, depois que iniciou uma janela de manutenção planejada, citando questões inesperadas que exigiram mais investigações. O movimento levou os usuários a relatarem dificuldades de saques, mesmo depois de a manutenção ter sido supostamente concluída.

Em 2018, a Cryptopia lançou o "NZed" (Código NZDT), supostamente o primeiro token de criptomoeda ligado ao dólar da Nova Zelândia.