Tabacarias francesas começam a vender Bitcoin apesar da incerteza regulatória

Várias lojas de tabaco em Paris, na França, começaram a vender Bitcoin (BTC) para o Fiat, apesar da incerteza regulatória, informou a Reuters na terça-feira, 8 de janeiro.

A Reuters descobriu que a maior criptomoeda do mundo agora pode ser comprada em seis lojas de tabaco em toda Paris. No entanto, em um relatório contraditório, a revista francesa Capital afirmou que existem atualmente 24 lojas que participam do experimento apoiado pela Keplerk - uma fornecedora francesa de carteiras de criptomoedas.

De acordo com a Capital, os clientes podem comprar Bitcoin pelo valor de 50, 100 ou 250 euros. A tabacaria, em seguida, fornece um bilhete com um código alfanumérico e um código QR, que pode ser usado para obter os bitcoins comprados através do site da Keplerk. A revista acrescenta que a Keplerk cobra uma taxa de 7 por cento em cada pagamento, dos quais 1,25 vão para a tabacaria.

Adil Zakhar, co-fundador da Keplerk, fornecedora francesa de cripto-carteira que apoiou a experiência, disse à Reuters que planeja expandir o projeto para 6.500 lojas de tabaco até fevereiro.

Como relatou a Cointelegraph em novembro de 2018, a federação de tabaco da França obteve permissão para negociar Bitcoin em suas lojas da Autoridade de Supervisão e Resolução Prudencial francesa (ACPR), uma agência independente que opera sob os auspícios do banco central  francês.

No entanto, no mesmo dia em que as notícias foram divulgadas, o banco central do país negou os relatórios, dizendo que não havia sinalizado nenhum acordo relacionado a criptocorrências.

Além disso, o regulador do mercado acionário francês (AMF) emitiu uma declaração relacionada, lembrando o público sobre os riscos de lidar com as criptomoedas. Além disso, a AMF afirmou que a PAYSAFEBIT SASU - a entidade legal por trás da Keplerk - não estava licenciada pelas autoridades francesas.

No entanto, em seu artigo mais recente, a Reuters informa que o governo francês não impôs uma proibição de fato sobre a venda do Bitcoin em tabacarias.

A França continua a demonstrar uma atitude mista em relação às criptomoedas: por exemplo, em dezembro, a AMF colocou na lista negra quatro sites relacionados a cripto para ofertas de investimento não autorizadas. Em 18 de dezembro, o parlamento francês rejeitou a maioria das alterações relacionadas à cripto da lei de finanças de 2019, que deveriam aliviar a taxação para empresários e comerciantes.