Think Tank de ex-presidente da CFTC dos EUA quer lançamento de dólar baseado em blockchain

J. Christopher Giancarlo, ex-presidente da Commodity Futures Trading Commission (CFTC), planeja promover o dólar dos Estados Unidos baseado em blockchain com um novo think tank.

Giancarlo, que recebeu a alcunha de “Crypto Dad” devido a uma abordagem "sem confontos" para a regulamentação de blockchain, agora está montando um think tank chamado Digital Dollar Foundation para promover a idéia de digitalizar o dólar americano.

O dólar digital de Giancarlo é baseado na tecnologia por trás do Bitcoin

De acordo com uma matéria de 16 de janeiro do The Wall Street Journal, o ex-presidente da CFTC está organizando a fundação sem fins lucrativos para estudar as perspectivas de converter o dólar em uma "moeda totalmente eletrônica baseada em blockchain", a tecnologia da rede do Bitcoin (BTC).

Conforme noticiado, a iniciativa promoverá a pesquisa e a exploração dos benefícios potenciais apresentados pela digitalização do dólar americano e deverá ser lançada mais tarde em 16 de janeiro.

Suposta parceira para e-krona da Accenture está apoiando o projeto e a fundação

Tanto a nova fundação quanto o Projeto Digital Dollar de Giancarlo são suportados pela gigante global de consultoria Accenture PLC, observa o texto. Em dezembro de 2019, o banco central da Suécia revelou planos de parceria com a Accenture para sua própria moeda digital sob o como e-krona (coroa eletrônica).

Outros fundadores da Digital Dollar Foundation incluem Daniel Gorfine, um ex-funcionário da CFTC que liderou a pesquisa de fintech do regulador, e o irmão de Giancarlo, Charles Giancarlo. Charles trabalhou anteriormente na empresa internacional de tecnologia e TI Cisco Systems e na empresa de private equity Silver Lake Partners.

Enquanto Giancarlos e Gorfine estão fornecendo o financiamento inicial para a fundação, a Accenture se concentrará em fornecer pesquisa e suporte logístico, disseram representantes da empresa.

A Cointelegraph procurou Gorfine para comentar a iniciativa, mas ainda não recebeu uma resposta até o momento. Este artigo será atualizado se novos comentários aparecerem.

Giancarlo havia dito que dólar poderia perder status no futuro

Giancarlo, que propôs sua iniciativa de dólar digital em outubro de 2019, enfatizou que os EUA correm riscos de perder sua liderança econômica global se ficarem para trás da China, que está progredindo sem problemas com seu projeto de yuan digital. Em entrevista ao WSJ, Giancarlo enfatizou que sua fundação era uma organização sem fins lucrativos e que visa promover os interesses nacionais dos EUA. Ele disse:

"Como na infraestrutura física deste país, se você não se moderniza e não acompanha os tempos, esses pontos fortes começarão a se desgastar".

Como Giancarlo argumentou em outubro, os EUA precisam criar o dólar digital porque seu formato tradicional pode perder seu status no futuro devido aos países que lançam moedas digitais. Ele disse na época:

“Atores importantes, incluindo bancos centrais e plataformas de mídia social, podem lançar novas moedas nos próximos anos. À medida que suas redes crescem, eles podem acabar com o status do dólar como a moeda mais popular para o intercâmbio internacional. "

Em setembro de 2019, Giancarlo ingressou no conselho consultivo do grupo de lobby de ativos digitais da Câmara de Comércio Digital dos EUA.