Relatório: lucro de golpes relacionados ao Ethereum mais que dobra em 2018

O valor de Ethereum (ETH) roubado por meio de golpes chegou a 36 milhões de dólares em 2018, de acordo com um relatório divulgado pela empresa de análise de cripto Chainalysis em 23 de janeiro.

Segundo o relatório da Chainalysis, as fraudes que ocorreram no ano passado foram supostamente mais sofisticadas, maiores e muito mais lucrativas. A Chaionysis também relata que o Ethereum é "conhecido há muito tempo como a criptomoeda de escolha para golpes".

A Chainálise informa que o valor dos fundos roubados mais que dobrou em 2018, em comparação com os US$ 17 milhões em ETH obtidos por meio de golpes em 2017. O aumento nos lucros ocorreu apesar de o número de fraudes ter caído em comparação com o ano anterior.

Revenue of ETH-involving scams and number of scam victims per year

Receita de golpes envolvendo ETH- e número de vítimas de golpes por ano. Fonte: Chainalysis

Do final de 2016 até o final de 2018, o relatório constatou que mais de 2.000 golpes direcionados ao Ethereum atingiram fundos de quase 40.000 usuários únicos. O relatório também afirma que quase 75% dessa atividade fraudulenta ocorreu apenas em 2018.

Os tipos mais comuns de fraudes envolvendo o ETH, como descreve a Chainalysis, são "golpes de saída" de ofertas iniciais de meodas (ICO), esquemas Ponzi e ataques de phishing, sendo que este último representava mais de 88% dos lucros das fraudes de 2017. Golpes de infecção são supostamente menos comuns, representando somente 3,8% da receita dos golpes de 2017.

Conforme relatado pela Chainálise, a natureza da atividade fraudulenta de 2018 foi diferente quando comparada aos anos anteriores. Os ataques de phishing, em particular, se tornaram menos eficazes quando comparados aos anos anteriores, embora 2018 tenha testemunhado mais deles.

Most profitable scams in 2017 and 2018 by type

Golpes mais lucrativos em 2017 e 2018 por tipo. Fonte: Chainalysis

A Chainalysis também relata que a quantidade média conseguida por um golpe Ethereum diminuiu em cerca de 50% quando comparado a 2017. Ainda assim, o relatório observa que em 2018:

“Um grupo menor de criminosos inovadores executou golpes de Ponzi e golpes de saída de ICO mais complexos que geraram milhões de dólares em renda. Esses esquemas mais sofisticados predominaram no segundo semestre do ano."

Como a Cointelegraph informou recentemente, após colaboração policial internacional, um indivíduo de 36 anos suspeito do roubo de mais de 11 milhões de dólares em IOTA foi preso no Reino Unido. O suspeito supostamente usou um gerador de sementes IOTA malicioso para gerar sementes para usuários que os levariam a usar chaves privadas controladas por ele.

Além disso, recentemente foram divulgadas notícias de que sete pessoas que supostamente tocaram um esquema fraudulento de investimento em cripto foram indiciadas em Taiwan.