Gigante de e-commerce Alibaba vai integrar blockchain em sistema de propriedade intelectual

A gigante chinesa de e-commerce Alibaba vai integrar a tecnologia blockchain em seu sistema de propriedade intelectual para empresas e marcas globais, conforme a rede de notícias Sohu publicou em 23 de maio.

Ali Xizhi, diretor de proteção de propriedade intelectual da empresa, teria dito que a Alibaba está no processo de atualização do registro de direitos de propriedade intelectual ao implantar a  blockchain. O Alibaba está planejando implementar completamente a tecnolgia em setembro, e depois ela será expandida para a proteção de direitos digitais, incluindo conteúdo visual.

O sistema permitirá que depósitos eletrônicos de marcas internacionais sejam diretamente vinculados ao Internet Court através da Ali Intellectual Property Protection Platform ("IPP Platform"), baseada em blockchain, fornecendo uma base para a proteção dos direitos em litígio. A China teria montado três Internet Courts em Hangzhou, Pequim e Guangzhou para gerenciar casos relacionados à internet e permitir que os queixosos registrassem suas reclamações online.

Em março, a Alibaba e a Aerospace Information Co., uma grande provedora e desenvolvedora de softwares, concordaram em aproveitar suas respectivas tecnologias “para integrar ativamente recursos e realizar uma cooperação profunda” nos campos de serviços de computação em nuvem, finanças e tributação, assuntos governamentais e tecnologia blockchain, entre outros.

Também em março, o vice-presidente do Alibaba Group Liu Song revelou os planos da empresa para implementar blockchain em cadeias de suprimentos transfronteiriças, com possibilidade de ligação com governos locais.

No começo da semana, uma matéria da Securities Daily News revelou que a Alibaba já aplicou para 262 patentes blockchain.