Deputado Aureo Ribeiro quer convocar exchanges e órgãos federais para debater atuação de hackers com criptos no Brasil

O deputado federal Aureo Ribeiro (SD-RJ), autor do Projeto de Lei 2303/2015, requeriu a realização de uma Audiência Pública junto à Comissão Especial que visa debater as moedas virtuais, convocando exchanges de criptomoedas, representantes do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e da Delegacia de Repressão a Corrupção e Crimes Financeiros (Delecor) para debater a segurança contra hackers no mercado cripto do Brasil.

O Cointelegraph teve acesso ao requerimento, que convoca nominalmente o CEO da Foxbit, João Canhada, o CEO da Mercado Bitcoin, Marcos Alves, o sócio-fundador da Braziliex, Marcelo Rozgrin, o gerente de produto blockchain do Serpro, Marco Tulio da Silva Lima e o delegado-chefe da Delecor, Daniel Mostadeiro Cola.

Na justificativa para a convocação, o deputado do Solidariedade do Rio de Janeiro relembra uma série de hacks em exchanges ao redor do mundo, entre elas o mais famoso, da Mt. GOX, que em 2014 perdeu nada menos que 850.000 Bitcoins, indo à falência. Além do caso da Mt. GOX, ele cita os hacks da Bitfinex e da blockchain Ethereum, em 2016, e da Binance, no início de 2019.

Segundo o deputado, "esses casos são exemplos da vulnerabilidade do mercado de criptomoedas e dos locais onde os investidores as negociam. A presença de todos os representantes citados trará luz para o debate que se faz necessário, esclarecendo a segurança do mercado de criptomoedas no Brasil.

Como o Cointelegraph Brasil noticiou nesta semana, o deputado Áureo Ribeiro também protocolou nesta semana um pedido para ouvir representantes do Facebook a respeito do projeto de stablecoin Libra, conforme pedido protocolado hoje 20 de agosto na Câmara dos Deputados.