Startup cripto por trás do Alibabacoin concorda em deixar de usar o nome ‘Alibaba’ depois de ação legal

A empresa cripto baseada em Dubai ABBC Foundation concordou em parar de usar o nome “Alibaba” para suas criptomoedas depois de ação da gigante de e-commerce chinesa Alibaba Group, segundo a Reuters publicou em 11 de março.

A decisão da ABBC Foundation seria parte de um acordo de um processo de quase um ano promovido pela Alibaba contra a startup cripto.

A ABBC Foundation, antes conhecida como Alibabacoin Foundation, teria dito que se arrepende da confusão causada por seu antigo nome “Alibabacoin” para a empresa e a criptomoeda. Segundo a nota, a moeda da companhia agora será chamada de ABBC coin.

Como o Cointelegraph noticiou em abril do ano passado, a Alibaba havia processado a empresa por infração copyright depois que a então oferta de moeda (ICO) ter inicialmente arrecadado US$ 3,5 milhões.

Mais tarde, em maio de 2018, uma corte dos Estados Unidos decidiu contra o pedido da Alibaba por um embargo contra a startup. Porém, apesar do revés, em outubro do ano passado a Alibaba venceu uma ação preliminar contra a ABBC Foundation (naquela época ainda Alibabacoin Foundation) em processo sobre o uso indevido da Alibaba em seu nome pela Corte dos EUA do Distrito Sul de Nova Iorque.

Recentemente, Liu Song, vice-presidente da Alibaba, disse em entrevista que a empresa considera implementar tecnologia blockchain para  cadeias de suprimento entre fronteiras.

Em janeiro, apareceram notícias de que a subsidiária paquistanesa da gigante telecom Telenor havia lançado um serviço de remessas entre fronteiras através do sistema blockchain da filial de pagamento da Alibaba, Alipay.