Juiz dos EUA nega o pedido do Alibaba para impedir o Alibabacoin de usar seu nome

Um tribunal dos EUA esta semana decidiu contra o pedido do gigante chinês de e-comércio Alibaba por uma determinação não favoravél a Fundação Alibabacoin (ABBC Foundation) sedeada em Dubai devido a seus nomes semelhantes, Forbes Middle East informou ontem, 1 de maio.

No início de abril, o Alibaba processou a Fundação ABBC por violação de direitos autorais, alegando que a Alibabacoin estava envolvida em um comportamento “proeminente, repetido e intencionalmente enganoso” usando o nome da empresa. O processo inicial foi acompanhado por uma ordem de restrição temporária contra o Alibabacoin que foi negada pelo atual juiz J. Paul Oetken,mas o Alibaba pode continuar com o andamento de seu processo, apesar da negativa do juiz, segundo a Forbes Middle East.

A Fundação ABBC,que arrecadou mais de $3,5 milhões em uma Oferta Inicial de Moedas (ICO), diz em seu site que eles estão “construindo o sistema de segurança de fundos que é fundamentalmente aperfeiçoado usando nova tecnologia usando uma técnica secreta para implementar o algoritmo blockchain no processo de hashing de reconhecimento facial. ”

Um trecho do Google da a ABBC Foundation oferece esta explicação:

“Alibabacoin Foundation é a melhor empresa de criptomoedas com sucesso previsto e surpreendente. Esta moeda digital tem reconhecimento facial seguro. ”

A Fundação manteve o direito ao seu nome, citando o personagem do Oriente Médio “Ali Baba” das Mil e Uma Noites como inspiração, e não como a empresa chinesa de comércio. De acordo com um e-mail da ABBC Foundation enviado no mês passado para a Forbes Middle East, a palavra Alibaba é “livre de uso em suas atividades comerciais legítimas”:

“[O processo] é uma resposta razoável ou proporcional ao uso inteiramente legítimo que nosso cliente faz de uma palavra inerentemente genérica que emana não da China, mas de fato da mesma região em relação à qual seu cliente procuraria proibir seu uso.”

Um porta-voz do Alibaba disse à Forbes Middle East em uma declaração por e-mail que "o Alibaba Group não é afiliado à ABBC Foundation":

"A decisão do tribunal em 30 de abril foi em relação à jurisdição. Apresentaremos uma nova moção e estamos confiantes de que poderemos pôr fim a este esquema intencional, combinado e ilegal da Fundação ABBC para explorar as marcas registradas do Alibaba Group. ”

Rumores que o Alibaba estava investigando no setor de cripto foram negados em janeiro deste ano quando a empresa divulgou uma declaração afirmando que sua nova plataforma P2P não era relacionada a criptomoeda, blockchain ou mineração crypto:

“Reiteramos que o Alibaba Cloud nunca emitiu uma moeda virtual parecida com o Bitcoin e não hospedará nenhuma plataforma de mineração ”.