Condenado a pagar 500 mil Bitcoins, Craig Wright contesta ordem judicial

O autoproclamado criador do Bitcoin (BTC) Craig Wright quer contestar uma ordem judicial recente que exige que ele pague 500.000 Bitcoins ao espólio Kleiman.

Reinhardt não tinha poder para interferir na ordem, diz Wright

Em 30 de agosto, o advogado de Wright, Andres Rivero, apresentou um documento ao Tribunal Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Sul da Flórida, solicitando uma prorrogação de 14 dias para apresentar uma moção ao juiz do tribunal distrital contestando a ordem do magistrado Reinhart emitida em 27 de agosto.

No documento, Rivero afirmou que Wright "não reconhece que o magistrado Reinhardt tenha o poder de interferir na ordem que ele deu", acrescentando que a equipe de advogados de Wright precisará de mais 14 dias para tratar da validade legal da ordem.

Wright contestará a ordem até 24 de setembro

Originalmente, qualquer moção que contestasse o pedido venceria em 10 de setembro de 2019, enquanto a nova solicitação de Wright a transfere para 24 de setembro, observou Rivero no documento.

Em apoio à solicitação, a equipe jurídica de Wright citou um grande furacão que ameaçava o centro e o sul da Flórida como uma das razões para aumentar o tempo para contestar a ordem de Reinhart. O documento diz:

“O centro e o sul da Flórida estão no momento ameaçados por um grande furacão. O furacão Dorian deve chegar à Flórida no início da semana que vem e os advogados do Dr. Wright estão passando uma  quantidade significativo de tempo se preparando para o furacão, o que limitou sua capacidade de se debruçar sobre o caso.”

Concluindo o pedido, Rivero escreveu que a moção foi "apresentada de boa fé" e não para "fins de atraso".

O podcaster de criptomoedas Peter McCormack, que já havia sido processado por Wright por acusá-lo de fraude e falsas alegações de ser o verdadeiro inventor do Bitcoin, questionou a capacidade de Wright de pagar 500.000 BTC.

Em um "tuíte" de 28 de agosto, McCormack apostou US$ 10.000 que Wright não tem acesso a essa quantidade de Bitcoin.

A nova reviravolta no caso em andamento entre a propriedade de Wright e o espólio de Kleiman tem raízes no processo iniciado pelo espólio de David Kleiman em fevereiro de 2018.

De acordo com o espólio, Wright roubou centenas de milhares de BTC, no valor de US$ 5 bilhões à época do depósito, da propriedade de David Kleiman.

Após a nova ordem, exigindo que Wright pague 500.000 Bitcoins, o que é considerado metade da quantia que ele supostamente roubou, o autoproclamado inventor do Bitcoin disse que o pagamento poderia trazer grande volatilidade aos mercados de cripto, já que os Kleimans podem vender uma grande quantidade de BTC para pagar seu imposto de renda.