O Monex, proprietário da Coincheck, pagará dividendos aos acionistas em Bitcoin

O Monex Group, gigante financeiro do Japão, proprietário da exchange de criptomoedas Coincheck, concederá Bitcoin (BTC) como um benefício para os acionistas no médio prazo em 2019.

Além dos benefícios existentes para os acionistas, os novos dividendos serão pagos aos detentores de ações da empresa em 30 de setembro de 2019, como um benefício intermediário para o ano fiscal de 2019, anunciou o Monex Group em um comunicado à imprensa em 24 de setembro.

Titulares de conta Coincheck

Para os acionistas que possuem contas Coincheck, o Monex Group dará o equivalente a 500 ienes japoneses (US$ 4,65) em Bitcoin, no valor de cerca de 0,00055 BTC no momento desta publicação.

De acordo com o comunicado, a empresa não determinou se continuará pagando criptomoeda como parte dos dividendos para os acionistas após 31 de março de 2020.

O novo programa pagará dividendos em cripto a todos os acionistas da Monex, independentemente de quantas ações possuam, mas apenas a clientes que tenham uma conta na Coincheck. A empresa escreveu no anúncio:

"É necessário que os acionistas abram contas na Coincheck e concluam o pedido no 'Site de Solicitação de Benefícios para Acionistas' até as 23h59 de 31 de março de 2020 para receber o equivalente a 500 ienes na criptomoeda BTC no início de abril de 2020.”

"Pontos Monex" para ações na corretora Monex

Além disso, a empresa apresentou seus "Monex Points" como parte de seu programa de benefícios aos acionistas para conceder aos acionistas que mantêm as ações da empresa sob custódia em contas de corretagem da subsidiária do Monex Group, a Monex, Inc.

Um Monex Point, equivalente a um iene, será dado aos acionistas elegíveis de acordo com o número de ações detidas na data de referência, explicou a empresa.

Mudanças na equipe

Também hoje, o Monex Group anunciou mudanças em sua gestão, pessoal e organização, nomeando seu atual gerente geral de planejamento estratégico, Yuya Asamura, como novo diretor executivo a partir de 1º de outubro.

Além disso, a empresa nomeou Naoyuki Kainuma como diretor executivo e gerente geral do escritório executivo do Monex Group.

Após o hack de US$ 534 milhões da Coincheck em janeiro de 2018, o Monex Group adquiriu a exchange por US$ 33,5 milhões em abril de 2018. Em julho de 2019, a empresa expressou sua intenção de participar do projeto de criptomoeda do Facebook, o Libra.