Coinbase é a única empresa cripto em lista de "melhores empresas de 2019" do LinkedIn

exchange de criptomoedas norte-americana Coinbase se tornou o único negócio relacionado às criptomoedas a ser incluído na lista do LinkedIn de empresas mais populares de 2019, de acordo com informações divulgadas em 3 de abril.

O resumo anual, que classifica a popularidade entre os funcionários, colocou a Coinbase na posição 35 de um total de 50 pré selecionados.

O LinkedIn classifica as companhias de acordo com o interesse na empresa, engajamento dos funcionários pelos executivos, demanda por empregos disponíveis e a taxa de retenção de funcionários. Diferentes listas são emitidas para diferentes países, assim a Coinbase figura na edição ro ranking nos EUA.

A exchange já havia entrado em outras listas do LinkedIn, como em setembro do ano passado, quando apareceu em um resumo das 50 startups para trabalhar, junto com a rede de pagamento Ripple e a plataforma de negociação Gemini, produto de Tyler e Cameron Winklevoss.

Os últimos dados contêm algumas surpresas: a Coinbase venceu o famoso JPMorgan Chase, que só alcançou a 44ª posição.

O Twitter e a Intel também não conseguiram superar a Coinbase. O Twitter mostrou recentemente uma postura cada vez mais pró criptomoedas e a Intel se engajou em hardwares de mineração desde o ano passado.

Conforme informado pelo Cointelegraph, o JP Morgan também começou a experimentar a tecnologia das criptomoedas com o lançamento inesperado no mês passado de seu polêmico token, o JPM Coin. 

No início desta semana, a Coinbase revelou que tem um seguro para suas criptomoedas armezenadas em hot wallets de US$ 225 milhões. A empresa também lançou recentemente um novo serviço, focado em staking para investidores institucionais através do spin-off da Coinbase Custody.