Coinbase Custody começa serviços de staking com a Tezos e Marker pode ser próxima

O braço de custódia de ativos institucionais da exchange dos Estados Unidos Coinbase lançou serviço de staking para Tezos (XTZ), segundo a empresa anunciou em um post do blog em 29 de março.

A Coinbase Custody, que oferece ferramentas de armazenamento para investidores institucionais, está procurando expandir sua gama de serviços para incluir staking — um meio pelo qual redes de criptomoedas Provas de Conceito (Proof-of-Stake - PoS) incentivam a atividade.

Através do seu serviço de armazenamento offline, os investidores poderão participar de redes como a Tezos usando a Coinbase como intermediária regulada.

“O lançamento do staking da Tezos através da Coinbase Custody preenche uma necessidade aguda que existia até agora: uma forma de participantes institucionais que confiam em uma custódia offline e segura para ter um papel ativo na rede”, disse Kathleen Breitman, co-fundadora da Tezos, no post. Ela completou:

“Completar nossa missão de criar uma ‘commonwealth digital’ significa facilitar a participação de todos, e inclui os clientes institucionais que a Coinbase Custody traz para o espaço.”

Depois da iniciativa, a Coinbase revelou que vai adicionar suporte similar para o token de governância Maker (MKR) da organização autônoma descentralizada (DAO) MakerDAO, com outros tokens a serem adicionados ao longo do ano.

“No segundo trimestre de 2019, clientes da Coinbase Custody estarão votando em propostas da Makere emendas da Tezos, assim como validando a Cosmos e mais”, o blog conclui.

O anúncio marca a segunda expansão para MakerDAO na semana, com o Cointelegraph também noticiando um acordo para usar sua stablecoin separada Dai para comprar um novo token atrelado à bolsa de valores dos EUA.

A Tezos passou sua própria marca nesta semana, comandando a primeira votação para dois planos de atualização em uma demonstração de sua funcionalidade. Além disso e do anúncio da Coinbase, seu token XTZ cresceu rapidamente, com alta diária de 16% no dia até esta publicação.