Na China, ex-executivo do Banco Central vai chefiar nova divisão de regulamentação tecnológica

O regulador de valores mobiliários da China está supostamente criando uma divisão de tecnologia que será liderada pelo ex-chefe da iniciativa de moeda digital de banco central.

Yao Qian, ex-diretor do Instituto de Pesquisa de Moeda Digital do Banco Popular da China (PBoC), atuará como diretor do primeiro departamento de supervisão de tecnologia da Comissão de Regulamentação de Valores Mobiliários da China (CSRC), informou o Caijing, meio de comunicação com sede em Pequim, em 11 de dezembro.

Yao foi o primeiro diretor do Instituto de Pesquisa de Moeda Digital do PBoC

Conforme relatado, Yao agora está trabalhando como gerente geral na China Securities Depository and Clearing (CSDC), uma filial da CSRC.

De acordo com um extenso relatório fornecido pela Sina Finance, Yao se tornou o primeiro diretor do Instituto de Pesquisa de Moeda Digital do PBoC quando foi lançado em 2017.

Segundo informações, Yao tem se mostrado altamente preocupado com o mercado, em parte devido a sua contribuição para o desenvolvimento da moeda digital de banco central, bem como pesquisas sobre fintech, especialmente a tecnologia blockchain.

Yao falou em favor da tecnologia blockchain

Yao assumiu uma posição positiva em relação à blockchain, conforme reportado anteriormente pelo Cointelegraph.

Ainda assim, o funcionário alertou sobre os riscos associados à adoção da tecnologia. Embora o blockchain tenha vários benefícios, suas deficiências precisam ser resolvidas para que “se torne a infraestrutura financeira do futuro”, disse Yao em abril de 2018.

De acordo com um relatório de 9 de dezembro, o PBoC liderará um projeto piloto conjunto de seu planejado yuan digital em conjunto com outras grandes instituições financeiras e empresas, incluindo a principal empresa de telecomunicações do país, a China Telecom.

No início de novembro, o Instittuto de Pesquisa de Moeda Digital do PBoC assinou uma parceria estratégica com a gigante global de telecomunicações e eletrônica Huawei. Até o momento desta publicação, os detalhes da parceria não haviam sido divulgados.