Carrefour e Nestlé usam plataforma blockchain da IBM para rastrear fórmula infantil

Os gigantes do varejo Carrefour e Nestlé agora estão usando a plataforma blockchain Food Trust da IBM para rastrear a cadeia de suprimentos de fórmulas à base de leite para bebês, de acordo com um anúncio de 14 de novembro.

Ao usar a plataforma, as empresas pretendem aumentar a confiança do consumidor na qualidade dos produtos, garantindo mais transparência de toda a cadeia de fornecimento de fórmulas produzidas pelos Laboratoires Guigoz.

O sistema visa melhorar a transparência da cadeia de suprimentos e realizar verificações das origens dos produtos para nutrição infantil.

Implementação de sistemas de rastreamento baseados em blockchain por gigantes do varejo

O Carrefour e a Nestlé não são novatos na aplicação da blockchain em seus processos internos. As empresas começaram a usar a tecnologia blockchain da IBM em abril, a fim de rastrear a cadeia de suprimentos da Mousline, uma marca bem conhecida de purê de batatas instantâneo.

Também nesta primavera, o Carrefour lançou um produto à base de blockchain, o Carrefour Quality Line, micro-filtro de leite integral.

O Carrefour relatou um aumento nas vendas após várias implementações de blockchain que rastrearam as cadeias de suprimentos de uma gama de produtos diferentes, incluindo carne, leite e frutas.

A maior rastreabilidade supostamente permitiu que os clientes evitassem produtos que continham organismos geneticamente modificados, antibióticos e pesticidas.

Blockchain lida com fraudes nas cadeias de suprimentos

A tecnologia blockchain provou ser um benefício para o setor de logística e tem aplicações em muitas áreas diferentes de gerenciamento da cadeia de suprimentos.

Conforme relatado anteriormente em uma análise dedicada, a blockchain resolve o problema de fraude contábil nas cadeias de suprimentos criando blocos de registros que não podem ser alterados.