Empresa de segurança blockchain CertiK lança versão beta de sua blockchain focada em contratos inteligentes

A CertiK Foundation, uma organização que desenvolve infraestrutura de segurança para blockchains, apresentará a versão beta aberta de sua CertiK Chain na semana que vem.

De acordo com um comunicado de imprensa compartilhado com o Cointelegraph em 22 de novembro, a CertiK Foundation está prestes a lançar a versão 3.0 beta da testnet aberta da CertiK Chain, projetada para permitir que contratos inteligentes verifiquem evidências de auditorias de segurança de outros contratos inteligentes antes de iniciar uma transação.

A CertiK Virtual Machine (CVM) inclui compatibilidade total com a EVM da Ethereum, que permite que os contratos inteligentes existentes na Solidity sejam executados sem problemas. Como a CertiK Chain é construída na rede Cosmos, também possibilita a execução de contratos inteligentes da Solidity na rede Cosmos.

Lançamento e aplicações em potencial

Com o lançamento do beta aberto público, a empresa pretende lidar com o dimensionamento e a validação de blocos com eficiência. A CertiK Foundation disse ao Cointelegraph que o projeto será adequado para uma ampla gama de aplicações em potencial, incluindo áreas como finanças descentralizadas e staking.

A empresa explicou que um usuário pode verificar evidências on-chain de uma auditoria de segurança antes de enviar a criptomoeda que ficará bloqueada em um contrato de staking. Com base no resultado, um usuário pode optar por enviar valores em lotes menores. A CertiK Foundation declarou:

“Por fim, se a blockchain se tornar tão disruptiva quanto as pessoas esperam, com contratos inteligentes (como DAOs) interagindo com outros contratos inteligentes, a capacidade de verificar a segurança on-chain ajudaria a impedir interações maliciosas. Outros recursos da CertiK Chian incluem uma sandbox de contratos inteligentes para que eles possam ser implementados em um ambiente simulado para testes dinâmicos, o que seria útil para novos contratos e a implementaçaõ de atualizações de contratos existentes.”

Recursos adicionais de segurança

Nas próximas versões, a organização planeja incluir recursos adicionais de segurança para impedir interações maliciosas com o restante da blockchain. A CertiK Chain vai rodar no CertiKOS - “o único kernel e hipervisor simultâneo e totalmente certificado do mundo” - e permitirá à CVM executar contratos inteligentes desenvolvidos na linguagem de programação DeepSEA.

A CertiK Foundation lançou sua blockchain nativa CertiK Chain no final de julho, após investimento da Binance Labs em 2018. À época, a empresa afirmou que contratos inteligentes na CertiK Chain podem ser desenvolvidos na linguagem de programação funcional DeepSEA, que supostamente garante a segurança por meio do código.

Conforme relatado anteriormente, a Ethereum Foundation forneceu financiamento o projeto DeepSEA em março. O projeto de blockchain de código aberto Qtum também proveu US$ 400.000 em financiamento ao DeepSEA em dezembro.