'Blockchain tem potencial de transformar não só o ambiente de negócios, mas a vida das pessoas' diz presidente do BNDES

Recém-empossado presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy deixou claro, em evento promovido no próprio banco, que a tecnologia blockchain é parte importante dos projetos da instituição estatal.

“O BNDES está comprometido com a inovação e tecnologias que aumentem a produtividade e permitam o surgimento de novos mercados. A blockchain é um tipo de tecnologia com potencial de transformar não só o ambiente de negócios, mas também a vida das pessoas”, disse.

Ex-Ministro da Casa Civil do governo Dilma e indicado para a presidência do BNDES por Paulo Guedes, Levy participa do seminário "Tecnologias Disruptivas para Serviços Públicos e Financeiros: Blockchain para o Desenvolvimento".

O evento é realizado pelo BNDES em parceria com a União Internacional de Telecomunicações (ITU na sigla em inglês) – agência da Organização das Nações Unidas (ONU) especializada em tecnologias da informação e comunicação –, a Fundação Getulio Vargas (FGV) e a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL).

Além de Joaquim Levy, participam do evento representantes de diversos bancos nacionais e internacionais como Banco Central do Brasil, KfW, Banco Interamericano, NDB, e também de empresas e instituições, como IBM, Ethereum e várias outras.

O superintendente da Área de Indústria e Serviços do BNDES, Júlio Ramundo, ressaltou que “o BNDES apoia inovação há muitos anos porque reconhece o setor como essencial para o desenvolvimento”. 

Segundo ele, o Banco tem duas prioridades centrais: “o uso da digitalização nos serviços financeiros e o aumento do grau de transparência em resposta a demandas da sociedade”.

“A tecnologia Blockchain tem potencial para impactar todos os setores da economia”, assegurou Leonardo Neves, analista na Unidade de Inteligência Internacional, da FGV.

“Qualidade, rastreabilidade, compliance, legalidade, origem, certificação e transparência é o que a tecnologia blockchain pode proporcionar às transações, contratos e registros entre nações, organizações, comunidades e pessoas”, defendeu GladstoneArantes, líder técnico da Iniciativa Blockchain no BNDES, que coordena, projetos como a BNDES Token.

O seminário, que acontece na sede do BNDES no Rio de Janeiro, termina nesta quina-feira, 17 de janeiro.