BNDES terá seminário sobre blockchain em parceria com ONU e participação do Banco Central

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou em seu site oficial que irá receber na próxima segunda-feira, 14 de janeiro, em sua sede no Rio de Janeiro, o seminário "Tecnologias Disruptivas para Serviços Públicos e Financeiros: Blockchain para o Desenvolvimento".

A iniciativa é fruto de parceria do BNDES com a União Internacional de Telecomunicações (ITU na sigla em inglês) – agência da Organização das Nações Unidas (ONU) especializada em tecnologias da informação e comunicação –, a Fundação Getulio Vargas (FGV) e a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL).

Estão agendadas palestras de representantes do Banco Central do Brasil, do Banco de Desenvolvimento do BRICS (NDB), do Banco Interamericano para o Desenvolvimento, da China Academy of Information and Communications Technology e do KfW Develpment Bank, entre outras.

Também estão confirmadas as participações de Alex Van de Sande da Ethereum Foundation, Daniel da Michele da IOTA, Thiago Canellas da EOS, e de Carlos Rischioto da IBM.

Além deles, Gladstone Arantes e Vanessa Almeida, que coordenam as iniciativas de blockchain do BNDES também farão palestras no evento.

"O evento tem como objetivo discutir como tecnologias DLT e blockchain podem ser usadas para criar melhores serviços públicos e financeiros, com uma atenção especial para o aumento da transparência e da integridade dos dados" diz o comunicado oficial de divulgação do evento. 

"O grupo selecionado de participantes vai falar sobre suas experiências e visão de como extrair o máximo desta tecnologia, a fim de criar serviços mais confiáveis e eficientes para a sociedade" finaliza.

Este é mais uma prova do movimento pioneiro do BNDES no Brasil em relação ao desenvolvimento e aplicação de projetos baseados na tecnologia blockchain. Recentemente, o banco também divulgou que irá testar o uso de sua própria stablecoin - a BNDES Token.