A Bitwise aplicou para receber da SEC dos EUA uma ETF Bitcoin física.

O provedor de fundos de índice de criptomoedas Bitwise Asset Management solicitou junto à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) para lançar um novo ETF (Exchange Traded Fund) da Bitcoin (BTC), de acordo com um formulário de registro publicado hoje, 10 de janeiro.

De acordo com o formulário, o ETF proposto da Bitwise rastreará o Bitwisein Total Return Index, cujo valor é “calculado com base nos preços do bitcoin que o Provedor do Índice deriva das transações de preço do bitcoin ocorrendo nas cripto exchanges”. acompanhando o formulário recém-arquivado, o Bitcoin ETF proposto pela empresa difere de outros ETFs Bitcoin propostos anteriormente, já que ele extrai os preços de uma variedade de cripto exchanges, com o objetivo de representar melhor o mercado.

O Bitcoin ETF, da Bitwise, também difere de outras aplicações na medida em que exigiria que “custodiantes de terceiros regulados mantivessem seu bitcoin físico”.

No comunicado de imprensa da empresa, John Hyland, diretor global de ETFs da Bitwise declarou:

"Ter um banco regulamentado ou empresa fiduciária em posse de ativos físicos de um fundo tem sido o padrão nos termos do regulamento de fundos dos EUA nos últimos 80 anos, e acreditamos que agora isso é possível com o Bitcoin."

Conforme relatado pela Cointelegraph em julho, a Bitwise tinha entrado cum uma aplicação na SEC para lançar um ETF cripto rastreando o fundo Bitwise HOLD 10 Private Index Fundo, com dez criptomoedas. Até o momento, uma decisão da SEC ainda está pendente.

Um ETF é um título que rastreia um ativo ou um grupo de ativos e é negociado da mesma maneira em que os estoques estão em uma exchange. Como a Cointelegraph informou no início deste mês, a Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA) negou que esteja considerando permitir os fundos negociados com as bolsas da Bitcoin.

A indústria de criptos há muito tempo espera a aprovação de um ETF Bitcoin ou por reguladores dos EUA, uma vez que várias empresas se candidataram para lançar tais produtos no país. Em dezembro, a SEC adiou ainda mais sua decisão sobre um ETF Bitcoin pela empresa de investimentos VanEck e a empresa de blockchain SolidX na Bolsa de Opções do Conselho de Chicago (CBOE), estabelecendo o novo prazo para 27 de fevereiro de 2019.

Também em dezembro, um comissário da SEC disse "não para prender a respiração" à espera de um ETF Bitcoin, falando no Digital Asset Investment Forum, realizada em Washington.