Regulador financeiro do Japão nega interesse em ETF Bitcoin

A Agência de Serviços Financeiros do Japão (ASF) negou que esteja considerando permitir fundos negociados em bolsa (ETFs) do Bitcoin (BTC), informou a Cointelegraph Japão em 9 de janeiro.

Como a Cointelegraph informou na segunda-feira, a Bloomberg publicou recentemente um artigo alegando que a ASF do Japão está considerando a aprovação de um ETF Bitcoin, citando uma fonte anônima. Após os relatos, a Cointelegraph Japão entrou em contato com o regulador e os representantes da ASF negaram as alegações da Bloomberg, afirmando:

"Neste momento não estamos explorando uma aprovação de ETFs com base em ativos cripto".

A equipe da agência também disse à Cointelegraph Japão que eles não sabem quem é a pessoa familiarizada com o assunto citada pela Bloomberg.

Em dezembro de 2018, foi noticiado que a ASF está considerando colocar criptomoedas em uma nova categoria legal apelidada de “ativos cripto”. Ao classificar a cripto dessa maneira, o governo supostamente “espera que os comerciantes não comprem mais [criptomoedas] acreditando que elas sejam de curso legal reconhecido pelo governo.”

Naquela época, um painel consultivo da ASF apresentou um relatório solicitando a mudança do termo “moeda virtual” para evitar essa confusão.

Como a Cointelegraph informou na terça-feira, a Agência de Serviços Financeiros do Japão está considerando a regulamentação de empresas não registradas solicitando investimentos em cripto, supostamente na tentativa de fechar uma lacuna na legislação local existente.