Japão: Cripto é classificada como "ativos cripto" para evitar confusão com cursos legais

A Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA, na sigla em inglês) colocou as criptomoedas em uma nova categoria legal chamada “ativos cripto”, informou a mídia local em língua inglesa The Japan News em 15 de dezembro.

Ao classificar criptomoedas como Bitcoin (BTC) desta forma, o governo supostamente "espera que os comerciantes não as comprem mais acreditando que são legalmente reconhecidas pelo governo".

Na sexta-feira, um painel consultivo da FSA apresentou um relatório solicitando que o termo “moeda virtual” fosse alterado, uma vez que, de acordo com o painel, isso poderia confundir as pessoas a acreditar que o ativo tem curso legal no país.

Como a Cointelegraph informou recentemente, a FSA do Japão está pronta para introduzir novos regulamentos de oferta inicial de moedas (ICO) para proteger os investidores contra fraudes. Os operadores de negócios que conduzem ICOs deverão registrar-se junto à FSA.

Neste mês, surgiram notícias de que houve uma onda significativa de denúncias de transações de cripto suspeitas na opinião da polícia japonesa. O aumento teria ocorrido após a implementação, em abril, de uma lei obrigando as operadoras de exchanges cripto a relatar à polícia transações suspeitas de criptomoeda.