SEC dos EUA estabelece 5 de novembro como prazo para a revisão de nove aplicações de ETF's de Bitcoin

A Cointelegraph reportou anteriormente que a SEC deu o prazo de 26 de outubro para a revisão. A Cointelegraph atualizou o texto para refletir a mudança de data por parte da SEC.

 

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) esboçou um prazo para revisar as mudanças de regras propostas relacionadas a uma série de aplicações para listar e negociar vários fundos negociados em bolsa (ETF's) em Bitcoin (BTC).

O período de revisão afeta nove ETF's separados que foram propostos por três candidatos diferentes, de acordo com documentos arquivados pela SEC ontem, 4 de outubro.

As novas alterações afetam dois ETF's da BTC que foram submetidos pela ProShares em conjunto com a Bolsa de Valores do NYSE Arca da Bolsa de Nova York (NYSE). Os outros aplicativos afetados são os cinco outros ETF's propostos da Direxion, também para listagem na NYSE Arca - e duas propostas da GraniteShares, para listagem na CBOE.

A SEC solicitou “qualquer parte ou outra pessoa” para apresentar uma declaração em apoio ou rejeição dos ETFs do BTC proposto até 5 de novembro.

O regulador delineou que as suas ordens prévias que desaprovam as alterações de regras propostas para as três propostas dos candidatos permanecerão em vigor até à revisão da Comissão.

Em uma notificação separada, a SEC apresentou alterações a mudanças específicas e esclarecimentos que haviam sido apresentados pela GraniteShares com relação aos modelos de operação propostos.

Conforme relatado no final de agosto, a SEC havia decidido rever sua decisão de rejeitar as nove propostas do ETF, apenas um dia depois de desaprová-las. O regulador descobriu que os produtos não cumpriam com os requisitos do "Exchange Act, Seção 6 (b) (5), em particular a exigência de que as regras de troca de valores mobiliários nacionais fossem criadas para evitar atos e práticas fraudulentas e manipuladoras".