CEO da Poolin afirma que privacidade do Bitcoin é a único 'grande porém' para os desenvolvedores

O Bitcoin (BTC) precisa se tornar mais resistente aos governos como prioridade, disse o CEO de um dos maiores pools de mineração.

Pan: Privacidade é o "verdadeiro problema" do Bitcoin

Em uma entrevista à Bitcoin Magazine, citada pela Forbes em 17 de outubro, Kevin Pan, da Poolin, sugeriu que a privacidade deve ser um foco essencial para o desenvolvimento do Bitcoin.

“O verdadeiro problema com o Bitcoin pode ser a privacidade. Não há outra grande questão se a questão da privacidade for resolvida”, resumiu.

Pan estava comentando quando a privacidade das transações relacionadas a criptomoedas retorna aos holofotes, enquanto reguladores internacionais dissecam a moeda digital Libra, do Facebook.

Conforme relatado pelo Cointelegraph, as preocupações com os dados dos usuários formaram a base para a rejeição do projeto de várias fontes, incluindo diversos ministros das finanças e senadores dos Estados Unidos.

No futuro, continuou Pan, o Bitcoin precisará fornecer aos usuários uma maneira de evitar que os governos tenham acesso a eles e suas wallets.

“O que é mais problemático agora é que, se os departamentos de aplicação da lei ou do governo começarem a criar uma lista negra de endereços de transações, isso fará com que certas transações não sejam finalizadas. De fato, isso pode ser feito”, explicou.

Pan acrescentou:

"Mas se houver privacidade, você não saberá a quem pertence o endereço e não poderá determinar quanto é o valor, e não há como controlar o sistema monetário".

Melhorar a privacidade das transações já é a ocupação central dos desenvolvedores, tanto para o Bitcoin Core quanto para soluções fora da cadeia, como a Lightning Network.

Certas carteiras de usuários afirmam já oferecer privacidade aprimorada para os usuários, mas os padrões diferem à medida que os desenvolvedores tentam fechar brechas técnicas.