CEO da Blockstream diz que domínio de mercado do Bitcoin se encaminha para os 90%

O Bitcoin (BTC) está voltando a seu histórico domínio de mercado de mais de 90% às custas das altcoins, declarou uma das figuras mais conhecidas do setor.

Back: Bitcoin terá novamente 90% de domínio

Em um debate no Twitter em 9 de setembro com Dovey Wan, cofundador do Primitive Fund, o CEO da Blockstream, Adam Back, disse que a supremacia anterior das altcoins era uma característica temporária do espaço de criptomoedas.

Wan havia perguntado se o Bitcoin continuaria tendo ganhos de capitalização de mercado e se estes se tornariam um novo status quo permanente.

Como o Cointelegraph informou, a participação do Bitcoin no valor total do mercado de cripto agora é de cerca de 70%, o maior desde março de 2017.

A cojuntura mudou drasticamente a favor do BTC neste ano. Em um ponto em 2018, o Bitcoin representava menos de 40% do total do mercado.

"É uma reversão à média", resumiu Back sobre a tendência atual, acrescentando que o ciclo completo leva cerca de dois anos e meio para ser concluído.

Como tal, ele disse, baseando-se em seus argumentos de agosto, o Bitcoin deve acabar com uma predominância de 90% do valor de mercado ou até mais, como era o caso antes de 2015.

Narrativa da morte das altcoins ganha força

Muitos já manifestaram seu acordo sobre o retorno ao Bitcoin. Nas últimas semanas, as críticas abertas às altcoins vieram do veterano trader Peter Brandt e de Max Keiser, apresentador da RT.

Ambos acreditam que os mercados de alt cresceram e estouraram, com Keiser alegando repetidamente que ele nunca se recuperará das perdas frente ao BTC vistas no ano passado.

O suporte técnico constitui um fator importante no argumento deste último. A taxa de hash da rede do Bitcoin - um indicador de quanto poder de computação é dedicado a mantê-lo - está batendo recorde atrás de recorde quase todos os dias.

Enquanto isso, outras pesquisas já argumentaram que a posição real do Bitcoin entre as criptomoedas já é de mais de 90%.