Grupo Bitcoin Banco anuncia nova política de saques e recebe críticas de clientes insatisfeitos

Nesta sexta feira (06) o Grupo Bitcoin Banco (GBB) anunciou através de seu grupo oficial no Telegram uma política de saques para sua nova plataforma, chamada de Negocie Coins Pro. 

A empresa define entre, outras coisas, limites para saques referentes ao valor aportado pelo cliente, com no máximo em 5 mil reais e 1 Bitcoin (BTC) por mês, parcelados em quatro saques semanais de 0,25 BTC. 

Os valores em tese poderão ser aumentados mediante apresentação do Imposto de Renda dos usuários das exchanges ao GBB, em negociações que serão avaliadas caso a caso.

Clientes da empresa manifestaram insatisfação imediatamente após a publicação das novas regras. Nos vários grupos de clientes do GBB no Telegram e no Whatsapp, aos quais o Cointelegraph Brasil teve acesso, a reação principal dos clientes foi negativa, além de diversas dúvidas levantadas sobre a nova política.

O usuário "Pedro N" escreveu: "devolver somente o dinheiro investido depois de meses seria uma atitude muito errada da parte da empresa. Não vejo como a empresa vai continuar, pois ninguém vai querer usar uma plataforma que retém seus lucros".

Outro, sob a alcunha "Victor", ironizou: "se a ideia era piorar a imagem da empresa para futuros investidores, conseguiram". Outro, por sua vez disse: "todos os saldos referentes aos lucros serão negociados caso a caso. Bem suspeito isso".

Um último cliente ainda disse: "ficaram 4 meses com nosso dinheiro e BTC e vão devolver somente os aportes externos parcelados, sem juros ou correção. Bando de safado essa turma do GBB".

Um novo grupo está tentando organizar mais um protesto na sede do GBB, com data pré-estabelecida para dia 16/09.

Procurada pela reportagem, a assessoria do GBB disse que "as medidas apresentadas são iniciais e necessárias para normalização das operações, e que todas seguirão um processo evolutivo, que será divulgado em etapas durante as próximas semanas". 

Conforme publicado pelo Cointelegraph, um deputado chegou a afirmar durante audiência nesta semana que "tudo o que há de ruim no mercado de criptomoedas" se resume na situação do Grupo Bitcoin Banco.