Empresas de auditoria do Grupo Bitcoin Banco e Atlas Quantum são convocadas na Câmara dos Deputados

As empresas de auditoria Ernst&Young e Grant Thornton foram convidadas a participarem de uma Audiência Pública na Câmara dos Deputados do Brasil, seguindo um pedido do deputado Expedito Netto (PSD-RO), aprovado em 09 de outubro.

No caso da EY, a empresa teria sido contratada para fazer uma auditoria no Grupo Bitcoin Banco, conforme relatado pelo controlador da empresa, Cláudio Oliveira. Já a Grant Thornton emitiu um PPA no qual afirma que a Atlas Quantum possuía mais de 15 mil Bitcoins em suas contas.

Netto porém não convidou as empresas para falar sobre seus clientes, no caso GBB e Atlas, mas o assunto deve ser abordado durante a audiência tendo, já que ambas as empresas de Bitcoin estão com saques atrasados e são acusadas de lesar milhares de clientes.

O GBB promete resolver o problema só em 2020, já a Atlas disse há cerca de 15 dias que não tem prazo para resolver o assunto.

Além das empresas de auditoria mencionadas, também foram convidadas as consultorias Pricewatercoopers, Mckinsey, Deloitte e KPMG.

Como noticiou o Cointelegraph, em meio a propagação de golpes baseado em Bitcoins e criptomoedas, o Deputado Expedito Netto (PSD-RO) convidou o Ministério da Defesa, do Gabinete de Segurança Institucional e da Agência Brasileira de Informações para debater o tema no Congresso