Binance busca profissional de marketing no Brasil e Diretor de Estratégia da empresa virá palestrar em São Paulo

A maior exchange de criptomoedas do mundo, Binance, está contratando um especialista em marketing no Brasil. Segundo publicou a empresa em seu Linkedin, no início do mês. O contratado irá trabalhar remotamente, segundo a publicação.

"Nós estamos contratando pessoas talentosas e experientes no marketing para liderar nossas atividades de marketing no Brasil. Essa pessoa deve ter experiência com operações e estratégia de marketing global e localmente (...) o contratado vai ser responsável por expandir o reconhecimento da marca pelo Brasil e pelo planejamento e execução de campanhas de marketing criativas, tanto online quanto offline", diz o anuncio.

Ainda segundo informações do anúncio, a vaga é para tempo integral e para se candidatar é preciso ter três anos de experiência em planejamento e execução de marketing, diploma de bacharelado na área e experiência comprovada em crescimento e gerenciamento de base de usuários. Segundo a exchange, existe a possibilidade de ser realocado para fora do país durante o plano de carreira.

Não esta claro se a empresa pretende abrir um escritório no Brasil ou se ela deve iniciar operações no país, no entanto, no ano passado, o CEO e fundador da exchange Zhao Changpeng (aka CZ) anunciou que seriam lançadas cerca de 10 subsidiárias da Binance em todo o mundo, sendo duas por continente. No continente americano, até o momento, só foi feito um anúncio oficial, o da Binance US nos EUA.

Interessante notar que pela primeira vez a exchange irá enviar um representante para o Brasil, durante o BlockCrypto Expo 2019, Gin Chao, diretor de estratégia da Binance, será um dos palestrantes internacionais. 

Além do Brasil a Binance fez algumas incursões na Argentina. Em maço de 2018, a exchange anunciou, que a cidade de Buenos Aires, foi selecionada como o centro regional para o Programa de Incubação da Binance Labs para a América Latina e também uma parceria com o Ministério da Produção e do Trabalho da Argetina para apoiar um programa de aceleração do Binance Labs.

Como reportou o Cointelegraph a Binance revelou que irá emitir suas próprias stablecoins atreladas a diferentes moedas fiduciárias com exceção do dólar americano.