Belfast lança sua própria criptomoeda para impulsionar o sucesso do Projeto Social Rockefeller

Autoridades da cidade de Belfast, no Reino Unido, se associaram à empresa de criptomoedas israelense Colu para emitir seu próprio token na blockchain, confirma um comunicado de imprensa em 8 de maio.

A Colu, que opera ecossistemas locais de criptomoedas baseados em blockchain em quatro cidades, emitirá o Belfast Coin ainda neste ano, em uma tentativa de apoiar as empresas locais.

O esquema de criptomoedas ocorre quando Belfast participa do projeto 100 Cidades Resilientes, da Fundação Rockefeller, e vai beneficiar significativamente seu progresso, de acordo com a Colu.

"Ser selecionado para fazer parte do desafio da moeda significa uma oportunidade importante para Belfast, e estou muito feliz que isso tenha sido possível graças a nossa parceria com o 100 Cidades Resilientes e ao trabalho com a Colu", comentou o prefeito de Belfast, Deirdre Hargey. no comunicado de imprensa.

Em contraste com as moedas de Colu em Londres, Liverpool e Israel, a moeda de Belfast conterá um elemento de incentivo, recompensando os participantes por realizar tarefas como o voluntariado cívico.

Como em outros lugares, as empresas locais formarão a espinha dorsal do novo ecossistema, aceitando as moedas por meio do aplicativo da Colu.

De acordo com a empresa, o maior esquema local de criptomoedas em Tel Aviv tem sido usado por um quarto da população de 435.000 habitantes da cidade.

“O Belfast Coin dará uma tremenda contribuição para o desenvolvimento da cidade - economicamente, socialmente, ambientalmente e em mais setores”, disse o CEO e cofundador da Colu, Amos Meiri. Ele adicionou ainda.

“Tão importante quanto isso, o Belfast Coin vai aproximar todos os diferentes elementos da cidade, capacitando moradores, empresas, ONGs, grupos comunitários e instituições educacionais para trabalhar juntos para os mesmos objetivos.”

Como o Cointelegraph relatou, a conscientização sobre a criptomoeda no Reino Unido está aumentando, com um advogado de destaque na semana passada dizendo que a economia deveria intensificar os preparativos para a crescente onipresença da tecnologia.

Em dezembro do ano passado, a cidade canadense de Calgary também anunciou planos de lançar sua própria moeda digital para o pagamento de bens e serviços em lojas locais. O sistema de pagamento de ativos digitais com suporte do governo de Dubai permitirá que os consumidores usem a moeda para pagar por bens e serviços também.