Criptomoedas e contratos inteligentes certamente entrarão na sociedade, segundo importante jurista do Reino Unido

Um dos advogados mais importantes do Reino Unido disse durante um discurso em 2 de maio que o uso de criptomoedas e contratos inteligentes irá começar inevitavelmente, mas a regulação é necessária.

Falando na University of Liverpool School of Law e a Northern Chancery Bar Association, Sir Geoffery Vos, chanceler da Suprema Corte, dedicou tempo a abordar as mudanças necessárias para que contratos inteligentes e ativos cripto possam ser disseminados.

“Meu ponto inicial é perguntar por quê os contratos inteligentes levaram tanto tempo para tornarem-se dominantes", ele começa. Vos diz:

“Discutimos sobre como e quando eles podem dominar o mundo de serviços financeiros mainstream por vários anos. Ainda assim, eles parecem nunca materializar essa realidade.”

Vos revelou que ele mesmo defende reforma tecnológica no setor legal, lembrando discurso de 2018 que dizia que o sistema legal do Reino Unido estava preparado para lidar com a inovação.

O discurso desta semana repetiu essa ideia, com Vos defendendo o fato de que o uso de contratos inteligentes era uma questão de quando, não se.

“Nós devemos, portanto, procurar identificar e, se necessário, remover qualquer impedimento legal fundamental para o uso dos contratos inteligentes", ele declarou. E ainda completou:  

“Temos que buscar evitar a criação de um novo regime regulatório e legal que pode desencorajar o uso de novas tecnologias, em ver de oferecer as bases para que eles possam florescer.”

Falando especificamente sobre criptomoedas, Vos ainda deu uma indicação mais forte de que sua presença na sociedade só deve crescer, em vez de ser empurrada para a periferia.

Ele defendeu:

“Até agora, a incerteza jurídica que permeia o uso das chamadas criptomoedas e criptoativos para transações financeiras significa que a linha de partida não foi ultrapassada. Ela será cruzada em algum momento em breve, tenho certeza.”

Conforme o Cointelegraph publicou, o Reino Unido atualmente passa por uma transição difícil no que se refere às criptomoedas em particular. Várias opiniões de reguladores entraram em confronto com as empresas sobre o que seria permitido, com reguladores criticando abordagens que poderiam ameaçar a economia local.

Por outro lado, pesquisas revelaram propriedade cada vez mais difundida e interação com criptomoedas entre a população geral.