Apresentador da TV Band, José Luiz Datena ajuda a promover suposto golpe financeiro com Bitcoin

Um dos mais respeitados apresentadores da televisão brasileira, José Luiz Datena, que há anos comanda programas televisivos no qual denuncia criminalidades e golpes financieros ajudou a promover um suposta pirâmide financeira com Bitcoin em seu programa.

O apresentador fez a apresentação da empresa em seu propaganda, ao vivo, hoje, 22 de agosto, na Rede Bandeirantes de Televisão. A empresa anunciada por Datena é a Investimento Bitcoin, que promete uma alta rentabilidade por meio de supostos investimentos usando criptomoedas.

Um vídeo com a divulgação de Datena pode ser conferido no Youtube. Um levamento feito pelo Cointelegraph revela que a Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (CVM) já recebeu e acatou denúncia sobre as atividades da Investimento Bitcoin e instalou um processo para analisar o caso. A empresa não tem autorização da CVM para operar no mercado e a suspeita da autarquia é de golpe por meio de pirâmide financeira.

Processo: 19957.005011/2019-23 (SP2019/238)

Andamentos Abertos

Processo não possui andamentos abertos.

Informações do Processo

Processo:19957.005011/2019-23 (SP2019/238)
Data de Autuação:29/04/2019
Tipo do Processo:Orientação: DENÚNCIA
Interessados:Gerência de Orientação aos Investidores 2
Investimentobitcoin
www.investimentobitcoin.com

A empresa oferece rendimentos 'garantidos' de até 2% ao dia por meio de criptomoedas. Segundo relatos, não confirmados pela reportagem, a afiliada da Rede Globo no Paraná, a RPC vêm exibindo propagandas da empresa em seus intervalos comerciais, o que infringe mais uma das regras da CVM sobre propagandas de investimento coletivo.

 

Como reportou o Cointelegraph, diversos esquemas financeiros baseados em criptomoedas tem usado autoridades e personalidades para se promover. Recentemente, Camila Farani, empresária e investidora anjo brasileira, sendo a maior investidora deste segmento no Brasil e um dos 'tubarões' do Shark Tank Brasil, está ajudandando a promover uma suposta pirâmide financeira baseada em Bitcoin.

De acordo com a postagem compartilhada, Farani particiou, como palestrante, em uma convenção de lançamento da BinaryBit, realizada em 17 de agosto. A BinaryBit vem sendo investigada pela Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (CVM) por atuar no mercado de capitais e valores mobiliários sem a autorização da autarquia.