Regulador financeiro australiano testa blockchain para automatizar instruções de transferência de fundos

O Centro Australiano de Relatórios e Análises de Transações (Austrac) está testando um protótipo blockchain para a automação das instruções de transferência de fundos, informou o site de notícias de tecnologia empresarial ZDNet em 24 de fevereiro.

A Austrac - uma agência governamental de inteligência financeira - está em parceria com a Universidade de Tecnologia de Swinburne, em Melbourne, para testar o uso de blockchain e tecnologia de contrato intelgiente para ajudar múltiplos atores a automatizar suas instruções internacionais de transferência de fundos (IFTIs). As entidades que reportam incluem bancos, remetentes e cassinos, de acordo com a ZDNet.

O trabalho na prova de conceito blockchain (PoC) para automação de relatórios IFTI começou em dezembro de 2018, disse um porta-voz anônimo à ZDNet.

O artigo também aborda o recém-lançado Blockchain Centre of Excellence, da Swinburne, que foi inaugurado no mês passado em parceria com a consultoria multinacional Capgemini, sediada em Paris.

O Centro, sediado no campus da universidade Hawthorn em Melbourne, se concentrará em fomentar a fluência do setor na implementação de tecnologias, plataformas, ativos e sistemas blockchain. Com base na contribuição do Laboratório de Inovação Blockchain existente da Swinburne, o centro trabalhará com a Capgemini para desenvolver conjuntamente soluções blockchain desde o PoC até a produção.

Aleksandar Subic, vice-chanceler de pesquisa e desenvolvimento em Swinburne, disse à ZDNet:

"Vemos esta tecnologia como a principal plataforma de inovação digital que suporta as cadeias de fornecimento globais, a propriedade intelectual e o comércio em vários setores da indústria no futuro".

De acordo com a ZDNet, a Swinburne também se associou à plataforma de registro de inteligência artificial da plataforma ArtChain Global no início de 2018 para implementar as tecnologias blockchain e Internet das Coisas para inovar a indústria global de comércio de arte.

Como publicado anteriormente, a Austrac lançou uma estrutura de licenciamento para as trocas de criptomoedas domésticas em abril de 2018, que exige que as operadoras se registrem e cumpram as regras de combate à lavagem de dinheiro e checagens de Conheça seu Cliente.

No início deste mês, a gigante de tecnologia IBM lançou sua rede principal de blockchain com baseada no Hyperledger a partir de seu data center sediado em Melbourne, que permite que as empresas executem seus aplicativos na nuvem da empresa. Em julho de 2018, a IBM assinou um contrato de cinco anos no valor de US$ 740 milhões com o governo australiano para usar blockchain e outras novas tecnologias para melhorar a segurança e a automação de dados nos departamentos federais, incluindo defesa e assuntos internos.