Austrália: Regulamentador diz que licença de casas de câmbio cripto vai "fortalecer a confiança"

A Austrália já licenciou três casas de câmbio digital desde que os novos regulamentos entraram em vigor em 3 de abril, mas o restante deve começar a entrar na conformidade até 14 de maio.

Em um comunicado à imprensa em 11 de abril, o centro australiano de relatórios e análises de transações (AUSTRAC) disse que as plataformas, chamadas de “câmbios digitais” (DCEs), têm um “período de transição” até o próximo mês para iniciar o processo de registro recém-sancionado.

"É reconhecido que essa reforma ajudará a proteger suas operações comerciais da lavagem de dinheiro e do financiamento ao terrorismo, enquanto a regulamentação também ajudará a fortalecer a confiança do público e do consumidor no setor", comentou Nicole Rose, CEO da AUSTRAC.

Depois de passar vários anos lutando contra um cenário regulador confuso e às vezes conflituoso , as casas de câmbio que fazem negócios na Austrália podem agora tirar proveito de um programa oficial alinhado com aqueles adotados pelo Japão e Coreia do Sul .

O setor de criptomoedas tradicionalmente acolheu tais iniciativas, que, segundo analistas, criam uma melhor impressão das operadoras e facilitam a confiança e a adoção de ativos de moedas digitais.

No Japão, onde um esquema de licenciamento operou desde abril de 2017, até mesmo o obstáculo significativo da casa de câmbio digital Coincheckde $ 530 milhões em um ataque em janeiro não conseguiu acalmar o otimismo de longo prazo, acompanhada do corretor on-line Monex Group confirmando uma compra de $33,5 milhões na semana passada.

Para a AUSTRAC, acrescenta Rose, a regulamentação também significará mais oportunidades de compartilhamento de dados:

“Agora, a AUSTRAC aumentou as oportunidades para facilitar o compartilhamento de inteligência financeira e informações relacionadas ao uso de moedas digitais, como o Bitcoin e outras criptomoedas, com sua indústria e parceiros governamentais.”