Atlas Quantum pede que cliente da AnubisTrade reconheça que empresa não tem prazo algum para sacar BTC

A Atlas Quantum, plataforma que afirma realizar arbitragem de Bitcoin, estaria enviando ao usuários da AnubisTrade, empresa recentemente adquirida pela Atlas, um "Acordo" para clientes que desejem transferir seus Bitcoins para a nova empresa. Neste acordo, clientes da Anubis devem reconhecer que a Atlas não tem prazo nenhum para realizar o saque de seus clientes.

Conforme o suposto documento, obtido hoje, 05 de novembro, pelo Cointelegraph, os clientes podem transferir seus Bitcoins 'bloqueados' na Anubis para a Atlas, desde que concordem que a empresa não tem qualquer prazo para resolver solicitações de saque. Contudo, caso os usuários decidam 'manter' seu saldo na Anubis, a Atlas também vem declarando que não tem prazo para resolver as solicitações.

"Declara o Cliente estar ciente que o Atlas vem enfrentando dificuldades na retirada dos criptoativos por ela mantidos em Exchanges estrangeiras, o que tem implicado em atrasos na liberação de saques aos usuários da plataforma Quantum, uma vez que seus criptoativos estão sob custódia dessas Exchanges. Assim, declara o Cliente plena ciência em relação à ausência de prazo determinado para efetivação dos saques em Bitcoin, renunciando à qualquer previsão de saque em Bitcoin eventualmente constante seja nos termos de uso da Anubis Trade ou da Atlas, tendo em vista haver interesse do Cliente pelo recebimento de seus ativos diretamente em Real, nos termos previstos e veiculados pelo Atlas, concordando com os limites previstos para saque em moeda corrente", diz o documento.

Segundo a publicação, o cliente também concorda em fornecer todos os documentos solicitados pela Atlas Quantum além de reconhecer, no momento da transferência, que a AnubisTrade 'pagou' os BTC de seus usuários.

"Em razão da transferência dos ativos em Bitcoin da plataforma da Anubis para o Atlas, o Cliente confere em favor da Anubis a mais ampla, plena, rasa, geral, irrevogável e irretratável quitação, para nada mais reclamar, em juízo ou fora dele, independente do valor e/ou natureza, reconhecendo não haver nenhuma obrigação pendente por parte da Annubis em favor do Cliente". 

De acordo com um levantamento feito pelo Cointelegraph, a partir da migração do saldo, os clientes da AnubisTrade passam a ter acesso as duas soluções de saque propostas pelo CEO da empresa, Rodrigo Marques, uma delas o 'saque em reais', que consiste na venda de bitcoins pela plataforma (que chegou a ter deságio de até 85%) e a outra solução o sistema de 'recompra' no qual a Atlas afirma usar parte dos lucros diários para comprar ela mesma os bitcoins bloqueados usando o valor de referência do BitValor.

A solução de 'migração' da Anubis para a Atlas foi recebida de forma diversa pelos investidores, enquanto alguns disseram que vão aproveitar a solução em busca de 'salvar' parte do investimento outros mostraram revolta e argumentaram que o documento não faz qualquer sentido.

Como noticiou o Cointelegraph, no total, segundo dados divulgados pela empresa, cerca de 1.02 Bitcoins foram comprados pela Atlas Quantum no sistema de 'recompra'. A empresa destaca que os usuários que desejam participar do sistema de recompra devem procurar seus consultores e indicar o preço a ser praticado para inserção no book de ordens após uma confirmação feita por e-mail. A quantidade mínima é 1 Bitcoin.

Confira mais notícias