Em meio a especulações sobre investimento de Bitcoin do país, ministro das finanças da Bulgária desmente alegações

As especulações voltaram à comunidade cripto sobre a fortuna da Bulgária de 200.000 Bitcoins nesta semana, depois de fontes afirmarem que o país dos Balcãs possuia Bitcoins.

Aparentemente referindo-se a um comunicado de imprensa de maio de 2017, a TrustNodes liderou as especulações da mídia em uma história sobre como as autoridades búlgaras confiscaram o BTC após derrubarem uma operação criminal desconhecida.

O governo teria apreendido vários ativos, incluindo Bitcoins, com várias publicações de mídia alegando que o país ainda as segurava e que agora poderia ser o governo mais rico do mundo em Bitcoin. De acordo com os meios de comunicação búlgaros, no entanto, não existem tais reservas de BTC.

Especificamente, a publicação de notícias locais Bivol escreveu em abril de 2018 que o governo leiloou seus ativos digitais em uma operação discreta que envolveu vários compradores internacionais.

A publicação alega que o ministro das Finanças da Bulgária, Vladislav Goranov, disse ao Conselho de Segurança que a venda havia sido realizada, e que as moedas foram vendidas aos poucos para não derrubar o mercado.

“Vários fundos soberanos e investidores asiáticos” compraram as moedas por cerca de EUR$15.000 cada, com a Deloitte atuando como consultora. Ainda mais curiosamente, “especialistas do FBI ajudaram a garantir a segurança das transações”, a última das quais ocorreu em 1º de abril de 2018, relatou Goranov.

Com o passar dos anos, os governos estabeleceram uma tendência para se desfazerem de suas posses de criptomoedas. Os EUA realizou seus próprios leilões em 2014 e 2018, em que as moedas mudaram de mãos por apenas US$ 630. O valor foi confiscado pelo governo depois de uma ação policial que prendeu o criador do site Silk Road. O site atuava como um mercado sem restrições para compra e venda de produtos e serviços na DeepWeb. 

Entre os beneficiários do sell-off do Silk Road estava Tim Draper, um investidor notoriamente otimista do ramo de Venture Capital americano, que desde então viu o valor de suas moedas expandir quase 14 vezes. Conforme reportado anteriormente, o investidor acredita que o Bitcoin pode chegar a valer US$ 250.000 num futuro próximo.