Fraudes cripto são 'exceções e não refletem o mercado', diz ABCB em nota oficial

A Associação Brasileira de Criptoativos e Blockchain (ABCB) divulgou nesta quinta-feira (15) uma nota sobre os mais recentes golpes envolvendo criptomoedas no Brasil.

Conforme o Cointelegraph Brasil tem noticiado, o mercado cripto do país vem sofrendo no último mês com uma série de casos de pirâmides financeiras ligadas a criptomoedas, além de suspeitas de uso de Bitcoin em esquemas de lavagem de dinheiro na política nacional.

Segundo a ABCB, os casos envolvendo fraudes e uso de criptomoedas para atividades ilícitas são "excessões" no mercado e que "práticas abusivas, em qualquer atividade, precisam ser investigadas e seus responsáveis, punidos".

A associação ainda lembra que nenhuma das empresas citadas nos casos recentes faz parte de seu quadro de associados. E completa:

"É no mínimo injusto todo um mercado, formado majoritariamente por empresas sérias, inovadoras e dispostas a investir na economia do país, seja confundida com uns poucos aproveitadores."

A nota ainda diz que colabora com diversos órgãos públicos, como Ministério Público, Banco Central, Receita e CVM no combate às fraudes, além de dialogar também com deputados e senadores.

Finalmente, a ABCB diz que "defende um ambiente regulatório que seja benéfico tanto para consumidores quanto para empresas", e ainda diz que a regulação "não pode sufocar um setor que tem muito a contribuir para o desenvolvimento tecnológico e econômico do país".