Relatório da Kaspersky diz que 19% da população mundial comprou cripto antes de 2019

Uma nova pesquisa realizada pela firma de segurança cibernética de Moscou Kaspersky Lab revelou em 17 de junho que 19% das pessoas no mundo compram criptomoedas.

A pesquisa, intitulada "Relatório de Criptomoedas Kaspersky 2019", foi realizada em outubro e novembro de 2018, com um total de 13.434 entrevistados em 22 países.

De acordo com o relatório, 81% da população global nunca comprou criptomoedas, enquanto apenas 10% dos entrevistados disseram que “entendem completamente como funcionam as criptomoedas”.

Enquanto isso, apenas 14% daqueles que nunca usaram criptomoedas gostariam de fazê-lo no futuro, observa o relatório.

 

 

Key findings of The Kaspersky Cryptocurrency Report 2019. Source: Kaspersky Labs

Principais descobertas do Relatório de Criptomoedas Kaspersky 2019. Fonte: Kaspersky Labs

Entre as principais razões pelas quais os investidores globais em cripto pararam de usar criptomoedas, a maioria dos entrevistados cita sua volatilidade "muito alta", o que implica a necessidade de estabilidade antes de estarem preparados para usá-las.

Enquanto o fator de volatilidade representou 31%, outras razões importantes incluíram a perda de dinheiro no mercado de baixa, bem como a crença de que a cripto “não é mais lucrativa”, com ambos os fatores igualmente equivalentes a 23% entre os entrevistados.

Com isso, 22% dos entrevistados afirmaram que pararam de usar cripto porque não têm recursos reais. Além disso, hacks e vulnerabilidades à fraude não foram as maiores razões para os usuários globais de cripto ficarem desiludidos, com os entrevistados citando esses fatores representados apenas 19% e 15%, respectivamente.

Reasons why people stopped using cryptos. Source: Kaspersky Labs

Razões pelas quais as pessoas deixaram de usar cripto. Fonte: Kaspersky Labs

Em um comunicado de imprensa que acompanha o relatório, a equipe da Kaspersky observou que a adoção da indústria de cripto por consumidores globais tem diminuído devido à falta de um entendimento adequado de como funcionam as criptomoedas.

Anteriormente, outra pesquisa constatou que quase 12% dos americanos que possuem cripto são investidores de longo prazo.