US $1,2 bilhão em cripto roubado desde 2017, GDPR vai impedir força-tarefa de cibercrime, mostra um relato

Uma pesquisa do Grupo de Trabalho Anti-Phishing (APWG) informou que cerca de 1,2 bilhão de dólares em criptomoedas foram roubadas desde o início de 2017, informou a Reuters na quinta-feira, 24 de maio.

A cifra de US $ 1,2 bilhão é uma combinação de roubos relatados e não declarados, com cerca de 20% ou menos estimados como recuperados.

Dave Jevans, CEO da CipherTrace e presidente da APWG, disse à Reuters que o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia - que entra em vigor em 25 de maio - afetará negativamente a capacidade das agências policiais globais de encontrar criminosos roubando criptomoedas:

“A GDPR afetará negativamente a segurança geral da Internet e também ajudará inadvertidamente os cibercriminosos. Ao restringir o acesso a informações críticas, a nova lei dificultará significativamente as investigações sobre crimes cibernéticos, roubo de criptomoedas, phishing, ransomware, malware, fraude e cripto-jacking.”

Como os novos regulamentos GDPR significarão que os dados de domínios europeus não serão mais adicionados ao banco de dados WHOIS na Internet, os investigadores perderão o acesso aos dados necessários para processar os cibercriminosos:

“Então, o que vamos ver é que não apenas o mercado europeu fica escurecido para todos nós; então todos os bandidos vão fluir para a Europa porque você pode acessar o mundo da Europa e não há mais como obter seus dados.”

Um Expert Take da Cointelegraph analisa como a GDPR afetaria o blockchain, com o argumento de que eles podem estar em conflito direto, já que a tecnologia principal do blockchain gira em torno de redes descentralizadas e o framework da GDPR foi escrito com a suposição de que dados pessoais são armazenados em um sistema centralizado.

No entanto, o especialista toma nota que a imprecisão de algumas seções da GDPR, particularmente no que diz respeito ao direito ao apagamento de dados, pode permitir a interpretação favorável ao blockchain.