XP Investimentos planeja ter seu banco e fazer IPO em 2020, mas recebe multa de R$ 10 milhões por usar Bot que prejudicava clientes

A XP Investimentos, uma das maiores corretoras do mercado financeiro da América Latina, pode ter sido condenada a pagar uma multa de R$ 10 milhões por, supostamente, usar um bot de negociação que prejudicava seus clientes, segundo reportagem publicada pelo portal Jota em 16 de agosto.

Segundo a reportagem a XP, cujos sócios são os donos da XDEX, uma corretora de Bitcoin e criptomoedas, usaraia algoritimos de negociação que operavam contra os clientes e em favorecimento da empresa. A multa teria sido aplicada pela BSM Supervisão de mercados.

Ainda segundo o portal, o valor final da multa não está definido e o montante será corrigido a partir da data da infração até o dia do pagamento. A XP tteria lucrado cerca de R$ 117 milhões entre 2016 e 2018 ao atuar como contraparte dos investidores, intermediando as ordens enviadas e obtendo ganhos em seguida, de acordo com o site.

Em sua defesa a XP alega que não recorrerá da decisão do órgão. “A decisão do Conselho de Supervisão da BSM, que por 5 votos a 3, optou por condenar a companhia e seu diretor-presidente ao pagamento de multa, será cumprida integralmente”, diz o posicionamento.

A empresa planeja realizar um IPO em 2020 no qual pretende arrecadar US$ 2,5 bilhões. No entanto, ainda para 2019, a corretora também deve anunciar o lançamento de um banco que já estaria rodando internamente em sua versão beta e segundo informações a corretora pretende 'brigar' no setor de empréstimos no qual, por meio de seu banco, pretende oferecer empréstimos com juros de 1% ao mês, muito abaixo da média do mercado, que atualmente, é de 6%.