Valor do Bitcoin já cresceu 40.000% e 'PIB' da criptomoeda coloca o BTC entre as 140 principais economias do mundo

Um estudo publicado recentemente pela da equipe de pesquisa e análise de dados de criptomoeda Coin Metrics revelou que, desde a primeira determinação de um 'valor' em dólares para o Bitcoin, até hoje, a principal criptomoeda do mercado valorizou mais de 40.000%, além disso, usando uma série de cálculos, determinou um valor de "PIB" para o BTC, desta forma, o criptoativo seria uma das 140 principais economias do mundo.

Os pesquisadores chegaram a essa conclusão depois de analisar os indicadores macroeconômicos que medem a produtividade das nações para aplicar aos ativos de criptografia, que consideram economias de pequena escala.

"Embora seja difícil analisar a economia de um estado-nação por causa de sua complexidade quase infinita, as agências estatísticas do governo relatam o estado atual da economia, criando uma definição conceitual e idealizada do que eles estão tentando medir e usam técnicas sofisticadas de amostragem e pesquisa para criar uma estimativa (...) As criptoeconomias são menos suscetíveis ao atraso e ao erro de medição presentes nos relatórios macroeconômicos nas economias dos estados-nação (...) Qual é a métrica de rede que mais se aproxima da definição conceitual de PIB? O valor de transferência ajustado da Coin Metrics, que mede o valor em dólares das unidades nativas transferidas por um determinado período de tempo, é um forte candidato. De acordo com os dados mais recentes, US $ 2,33 bilhões em valor são transferidos na economia Bitcoin todos os dias", disse a empresa.

Desta forma, a Coin Metrics, usou basicamente as transações de compra e venda de Bitcoin para determinar o que seria o PIB da rede, por meio da sua "verdadeira atividade econômica", e chegou a conclusão de que, usando esta métrica o PIB do BTC seria de US $ 8,4 bilhões, aproximadamente equivalente à 140a maior economia do mundo.. 

"Embora uma medida real do PIB do Bitcoin seja atualmente desconhecida, é provavelmente significativa. Sob a suposição de que apenas 1% do valor de transferência ajustado é para bens e serviços finais, isso resultaria em um PIB nominal de Bitcoin de US $ 8,4 bilhões, aproximadamente equivalente à 140a maior economia do mundo"

A análise da Coin Metrics também traz outros dados, entre eles, o relatório também se refere aos números extremos de crescimento na história do Bitcoin, cuja taxa de crescimento contínuo, sustentada por um ano, é de 600%. Além disso, registra um aumento na ordem de 40.000% em relação ao seu valor inicial.

A empresa também destaca o 'crescimento populacional' do Bitcoin, para determinar seu potencial a longo prazo e estimou que há atualmente mais de 14,42 milhões de usuários com pelo menos 0,001 BTC apresentando crescimento em torno de 19%.

"Uma estimativa da população total é o número de endereços com um saldo maior que 0,001 Bitcoin (...) As estimativas atuais indicam 14,42 milhões de usuários da rede Bitcoin, embora o número verdadeiro permaneça desconhecido - pode haver um mapeamento de muitos para um ou um para muitos entre indivíduos e endereços (...)  O crescimento do usuário permanece forte em 19%, embora abaixo das médias históricas. O crescimento do usuário se tornou negativo apenas uma vez (conforme medido nesse intervalo) na história do Bitcoin durante o início de 2018, embora esse artefato provavelmente tenha sido causado pela consolidação do UTXO, à medida que as altas taxas diminuíram. Os números de crescimento são mais baixos nos últimos dois anos, talvez por causa do aumento do uso de bolsas e custodiantes, bem como de um lote de transações mais eficiente e software de carteira", revela.

Outro elemento que calculou o estudo foi a contagem de transações do Bitcoin, que, embora não corresponda a nenhum indicador macroeconômico existente, os pesquisadores acreditam que ele pode servir como uma medida alternativa de crescimento. Isso levando em conta que pode fornecer uma visão mais focada da atividade econômica. Estima-se que a contagem atual de transações seja 302.000 por dia e que as transações de pico nunca excedam 400.000 transações por dia.

Confira mais notícias