Segunda maior bolsa de valores da Alemanha e SolarisBank fazem parceria para lançar exchange cripto

O SolarisBank e o Stuttgart Exchange Group estão desenvolvendo em conjunto infra-estrutura para uma exchange cripto, relata a Cointelegraph Germany em 12 de dezembro.

A Bolsa de Stuttgart, fundada em 1860, é a segunda maior bolsa de valores da Alemanha e a nona maior da Europa. O SolarisBank, por outro lado, é uma empresa fintech alemã estabelecida em 2015 que detém uma licença bancária e oferece um serviço “Banking as a Platform”.

Esta notícia acompanha os planos anunciados pela bolsa em maio para liberar um aplicativo de comércio de criptografia de taxa zero.

A exchange cripto das duas empresas, “que deverá ser lançada no primeiro semestre de 2019”, terá o SolarisBank como plataforma bancária da exchange.

Roland Folz, CEO do SolarisBank, declarou que “uma plataforma de negociação confiável e eficiente é uma contribuição elementar para [sua] visão de um mundo financeiro híbrido com fiduciário e criptomoedas”.

O comunicado de imprensa observa que Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH) estarão disponíveis para negociação na bolsa tanto por investidores varejistas quanto institucionais. Além disso, uma plataforma da ICO, anunciada em agosto, está em desenvolvimento para a exchange. Os tokens introduzidos na plataforma serão comercializáveis ​​nos mercados secundários também.

Este projeto faz parte da iniciativa “Blockchain Factory” do SolarisBank, que oferece aos seus clientes contas especializadas para empresas de blockchain.

Como a Cointelegraph informou em abril, a VPE WertpapierhandelsBank AG (VPE), um banco alemão de valores mobiliários, também fez parceria com o SolarisBank. O objetivo da parceria é lançar um serviço de exchange de criptomoedas para investidores institucionais.

A Bitwala, uma startup alemã de bancos de cripto operada pelo Solaris Bank, também informou hoje que abriu para negócios com 40.000 clientes pré-cadastrados que terão acesso às contas de depósito em Bitcoin e euro.

Usando a licença bancária do Solaris Bank, os fundos do euro serão protegidos até um montante de 100.000 euros e serão supervisionados pelos dois reguladores bancários da Alemanha - BaFin e Bundesbank.