Usuário relata suposta falha na contabilidade da Anubis Trade; empresa diz que análise é equivocada e vai reabrir API com guia para usuários

Um usuário com perfil nomeado Bruno da Silva fez uma suposta denúncia nesta quarta-feira, 25 de setembro, em um grupo do Facebook chamado Bitcoin Brasil , dizendo que haveria um "possível furo na contabilidade dos lucros" da empresa de arbitragem cripto Anubis Trade, gerando reação da comunidade na rede social.

Procurado pelo Cointelegraph Brasil, o CEO da Anubis Trade, Matheus Grijó, que é inclusive citado em um dos posts relacionados ao assunto, disse que a "auditoria" na API aberta da plataforma, conduzida pelo usuário, teria sido "mal feita, sem nenhum critério, e sem levar em consideração o histórico da conta, que era de uso pessoal".

Grijó ainda diz que inicialmente a conta era usada apenas por ele, que teria feito "centenas de saques de valores expressivos em USDT [...] e também em altcoins como ETH, XRP e ETC, realizando arbitragens com outras exchanges como HITBTC e BITREX". Segundo ele, a "auditoria" teria levado em consideração apenas a contabilidade dos lucros com Bitcoin.

O CEO ainda esclareceu que a Anubis prepara um documento que serviria para guiar os usuários, "a fim de não ter interpretações errôneas e irresponsáveis" sobre os dados da empresa. O documento deve ser divulgado nesta quinta-feira, 26 de setembro.

Segundo ele, a API foi tirada do ar pela Binance por ter excedido o limite de taxas da plataforma e deve ser novamente aberta a partir do lançamento do guia para os usuários.

A empresa de investimentos faz uso de bots de negociação para investimentos em criptomoedas. Como o Cointelegraph noticiou no fim de julho, a Anubis Trade mudou sua sede para as Bahamas, em busca de "cenário regulatório mais favorável para as empresas de criptoativos".