SEC dos EUA rejeita proposta de ETF Bitcoin da Bitwise

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) rejeitou uma proposta de listar um fundo negociado em bolsa (ETF) Bitcoin (BTC).

Em um anúncio feito em 9 de Outubro, a Comissão declarou que o pedido de registo do ETF pela Bitwise Asset Management e pela NYSE Arca não preenchia os requisitos necessários.

Especificamente, os reguladores declararam que os requerentes não cumpriam os requisitos necessários em relação a possíveis manipulações de mercado e atividades ilícitas. A SEC escreveu:

"Em vez disso, a Comissão desaprova esta proposta de alteração da regra porque, como discutido abaixo, a NYSE Arca não cumpriu a sua obrigação nos termos da Lei de Bolsas de Valores e das Regras da Prática da Comissão, demonstram que a sua proposta é consistente com os requisitos da Secção 6(b)(5) da Lei de Bolsas de Valores e, em particular, o requisito de que as regras de uma bolsa de valores nacional sejam concebidas para prevenir actos e práticas fraudulentas e manipuladoras.'" 

ETF Bitcoin "mais perto do que nunca?"

A decisão de hoje da SEC parece ir contra os comentários recentes de Matt Hougan, diretor-gerente e chefe de pesquisa global da Bitwise, que na CNBC, em 7 de outubro, disse: “Estamos mais perto do que jamais estivemos antes de obter um ETF Bitcoin aprovado. 

Hougan estava otimista sobre as chances da empresa conseguir aprovação para um ETF Bitcoin. Ele observou o crescimento significativo que ocorreu no espaço de criptomoedas nos últimos anos, afirmando:

“Há dois anos, não havia custodiados regulamentados e segurados no mercado de Bitcoin. Hoje, existem grandes nomes como Fidelity e CoinBase, com centenas de milhões de dólares em seguros de empresas como o Lloyd's de Londres. ”

A rejeição da proposta da Bitwise segue uma série de atrasos e solicitações de comentários da SEC. Em agosto, o regulador adiou sua decisão sobre a proposta - junto com outras duas aplicações de ETF cripto - até 13 de outubro.

A Bitwise apresentou inicialmente, em janeiro, seu pedido de alteração das regras das leis de valores mobiliários dos EUA.