ONU quer usar blockchain para ajudar no desenvolvimento urbano sustentável do Afeganistão

As Nações Unidas estão trabalhando em soluções blockchain para o desenvolvimento urbano sustentável no Afeganistão, de acordo com um relatório do site de notícias de tecnologia The Sociable, publicado em 2 de julho.

Stephane Dujarric, Porta-voz do Secretário-Geral da ONU, disse à The Sociable que o Escritório das Nações Unidas de Comunicação e Informação (UN-OICT) está desenvolvendo soluções blockchain para registros de terra e transparência de serviços como parte da iniciativa "City for All" da ONU.

O programa “Ciity for all” da ONU começou em 2016 com um acordo estabelecido para continuar até 2020 e tem como objetivo atender 12 cidades do Afeganistão, incluindo a capital, Cabul. A iniciativa prevê que a população do Afeganistão se tornará majoritariamente urbana nos próximos 15 anos. Suas três prioridades estabelecidas são a gestão eficaz da terra, o planejamento urbano estratégico e a melhoria das finanças municipais .

O novo movimento busca explorar como a tecnologia blockchain pode resolver os desafios de infra-estrutura do Afeganistão e é o produto de um recente memorando de entendimento entre a ONU-OICT e UN-Habitat, o último responsável pelo apoio técnico no projeto “City for all”.

De acordo com o memorando, os dois escritórios da ONU estão procurando ampliar a colaboração em todo o sul da Ásia e trabalhar no “desenvolvimento de ferramentas tecnológicas emergentes e plataformas digitais para projeto e planejamento urbano”.

A ONU já usou blockchain em desenvolvimento em áreas como serviços de saúde na África Oriental, como relatado pela Cointelegraph em dezembro de 2018, e para estabelecer uma agência de crédito baseada em blockchain em Serra Leoa na Assembleia Geral da ONU em setembro de 2018.