Provedor de liquidez para cripto do Reino Unido recebe aprovação do regulador financeiro

A startup britânica de liquidez cripto B2C2 OTC Ltd. recebeu aprovação da Autoridade de Conduta Financeira do país (FCA, na sigla em inglês) na quarta-feira, 30 de janeiro, de acordo com um registro no arquivo da FCA.

Um comunicado de imprensa separado observa que a B2C2, que também fornece negociações eletrônicas no mercado sobe balcão (OTC - over-the-counter), pode agora oferecer contratos por diferença (CFDs) para contrapartes elegíveis e clientes profissionais.

O cofundador da empresa, Max Boonen, acredita que a aceitação da licença permitirá que investidores tenham exposição aos mercados de criptomoedas, evitando os riscos associados à custódia de cripto.

Além disso, a FCA pode compensar clientes caso a empresa não o possa, como pode ser visto no texto do registro.

Como a Cointelegraph informou no início de janeiro, a FCA divulgou recentemente um documento de consulta intitulado “Orientações sobre ativos cripto”.

No documento, o regulador descreve várias maneiras de tratar as criptomoedas: os ativos digitais podem ser considerados “Investimentos Especificados” sob a Ordem de Atividades Regulamentadas do Reino Unido (RAO) ou “Instrumentos Financeiros” regulamentados pela Diretiva de Mercados em Instrumentos Financeiros II.

A FCA também menciona no documento que tais ativos poderiam ser regulados por Regulamentos de Dinheiro Eletrônico ou Regulamentos de Serviços de Pagamento.

Antes disso, a FCA anunciou em dezembro de 2018 que estava investigando 18 empresas pelo uso de criptomoedas sob as leis de liberdade de informação.

Em outubro, a FCA também também observou que eles estava considerando a proibição de derivativos baseados em criptomoeda, já que atualmente se enquadram no perímetro regulatório da FCA e, portanto, requerem sua autorização oficial. A FCA afirmou no momento em que lançar uma consulta no início de 2019 sobre o assunto.

Em novembro, o regulador financeiro emitiu uma declaração aos investidores alertando-os sobre os altos riscos de investir em CFDs cripto. Também em novembro, a FCA anunciou que eles também estavam considerando proibir futuros de cripto como parte de sua resposta geral da indústria.