Moeda digital 'Aber' de EAU e Arábia Saudita será restrita a bancos selecionados no início

O banco central dos Emirados Árabes Unidos (EAU) e a Autoridade Monetária da Arábia Saudita (SAMA) anunciaram que a moeda digital interbancária que estão desenvolvendo em conjunto será chamada de “Aber”. A notícia foi divulgada pelaAutoridade Monetária da Arábia Saudita em 29 de janeiro.

Uma declaração conjunta dos bancos informou que o uso do Aber será limitado a liquidações financeiras usando tecnologias de distributed ledger (DLT) “de maneira probatória e [para] uso exclusivo por um número limitado de bancos nos dois países”.

Embora as notícias dos planos dos dois países para uma moeda digital para pagamentos interbancários transfronteiriços tenham sido relatados anteriormente, esta parece ser a primeira indicação oficial do nome da moeda e do escopo da circulação inicial.

Os bancos esclareceram que a emissão da moeda está dentro de uma estrutura de prova de conceito, destinada a:

“[...] estudar as dimensões das tecnologias modernas e sua viabilidade por meio da aplicação prática e da determinação de seu impacto na melhoria e na redução dos custos de remessa e na avaliação de riscos técnicos e como lidar com eles”.

A declaração não determinou uma data oficial de lançamento para a emissão do projeto-piloto da moeda, mas destacou que inicialmente seria focada em aspectos técnicos. O anúncio também informou que, se "nenhum obstáculo técnico for encontrado, os requisitos econômicos e legais para usos futuros serão considerados".

Os dois países disseram que a emissão bilateral é importante, pois consideram que, embora os sistemas centrais nacionais para remessas e transações domésticas tenham provado sua solidez até o momento, alguns aspectos das remessas internacionais necessitam de maior desenvolvimento. O projeto Aber visa verificar se uma moeda digital poderia apoiar esse desenvolvimento, acrescentando à declaração:

"O projeto também permitirá considerar a possibilidade de usar o sistema como uma reserva adicional para um esquema de liquidação central de pagamentos domésticos em caso de uma interrupção por qualquer motivo."

A emissão do Aber faz parte de um plano de cooperação bilateral de sete pontos entre os Emirados Árabes Unidos e o Reino da Arábia Saudita, tendo sido negociado em uma reunião do Comitê Executivo do Conselho de Coordenação dos Emirados Árabes Unidos em 17 de janeiro.

Conforme relatado, os EAU estão procurando se unir à lista dos principais destinos para as empresas de blockchain em 2019, estabelecendo uma nova estrutura legal pró-cripto.

Na Arábia Saudita, as autoridades aduaneiras concluíram recentemente um projeto-piloto ligando sua plataforma de comércio transfronteiriço “FASAH” com a infraestrutura blockchain conjunta de IBM e Maersk “TradeLens”.