Congressistas pró-cripto dos EUA lembram 11º aniversário do white paper do Bitcoin

Os congressistas dos EUA Patrick McHenry (R-NC) e Warren Davidson (R-OH), destacaram a inovação através da tecnologia do Bitcoin (BTC), lembrando do 11o. aniversário do white paper do Bitcoin.

Legisladores dos EUA não devem tentar barrar a tecnologia do Bitcoin

O congressista McHenry, que representa o 10º Distrito da Carolina do Norte, pediu que as autoridades americanas não sufocassem a nova tecnologia em um tweet de 31 de outubro.

Segundo o congressista, os legisladores devem facilitar o desenvolvimento de novas tecnologias. McHenry reiterou seu otimismo sobre o Bitcoin, afirmando:

“O mundo que Satoshi Nakamoto imaginou, e outros em desenvolvimento, são uma força incontrolável. Como legisladores, não devemos tentar desestimular essa tecnologia, mas nos perguntar: o que estamos fazendo para enfrentar os desafios e as oportunidades desse novo mundo de inovação? ”

Bitcoin tem grande potencial para proteger a privacidade

Já o congressista Davidson ressaltou o potencial do Bitcoin para proteger a privacidade online, retweetando o artigo do Cointelegraph sobre o white paper do Bitcoin, que comemora 11 anos de idade. O congressista declarou:

“Onze anos atrás, este white paper anônimo abriu infinitas possibilidades de inovação tecnológica e proteções de privacidade. Está na hora de os EUA aproveitarem esse potencial e estabelecerem uma estrutura para os inovadores americanos de #blockchain.”

No início de outubro, Davidson sugeriu que o Facebook adicionasse o Bitcoin à sua carteira cripto nativa Calibra, ressaltando que esta seria uma "ideia muito melhor" do que lançar sua própria Libra de criptomoeda.

Crescimento sem precedentes

Em um post em seu blog em 31 de outubro, a Coinbase, grande serviço de exchange e carteira de criptomoedas dos EUA, apontou que a adoção do Bitcoin vem se desenvolvendo muito mais rapidamente do que outras tecnologias transformadoras, como email e televisão. A exchange escreveu:

“O aparelho de televisão foi inventado em 1927, mas no final da década de 1940, apenas 2% das famílias americanas possuíam um. O Bitcoin, por outro lado, passou de uma ideia em 2008, e uma primeira transação em 2009, para mais de 27 milhões de usuários somente nos EUA em 2019, ou 9% dos americanos. ”

De acordo com uma pesquisa feita no primeiro semestre deste ano, quase 11% da população americana já possuía Bitcoin em abril de 2019.