Dois corretores falsos de Bitcoin cobraram de forma fraudulenta $365.000 de malaio em Singapura

Dois homens de 36 anos foram presos em Singapura depois de supostamente roubarem $365.000 em dinheiro de um homem malaio que queria comprar Bitcoin (BTC) deles, segundo os meios de comunicação locais relataram na quinta-feira, 12 de abril.

A vítima, Pang Joon Hau, tinha vindo a Singapura expressamente para comprar Bitcoins com dinheiro, acreditando que os dois homens eram vendedores de Bitcoin, providenciando para encontrá-los em seu hotel em 8 de abril.

Os dois homens teriam agredido tanto o sr. Pang como seu corretor, fugindo com o dinheiro.

Um dos acusados, Mohd Abdul Rahman Mohama, supostamente teria alegado que ele era um corretor de Bitcoin em regime part-time. É relatado que ele deu ao seu cúmplice Syed Mokhtar Syed Yusope cerca de $10 mil e gastou cerca de $80 mil em artigos de luxo, incluindo um relógio Rolex no valor de $45.800. Os $271.000 restantes ainda estão por contabilizar. Os dois foram presos em 9 e 10 de abril, respectivamente.

Em uma coletiva de imprensa em 12 de abril, om comandante da divisão de polícia central de Singapura, o comissário assistente da polícia Arthur Law disse que é “muito incomum” que as pessoas realizem transações pessoalmente com o Bitcoin, e que a polícia de Singapura está investigando as origens do Sr. Pang a grande soma de dinheiro.

Em janeiro de 2018, o blogueiro cripto de São Petersburgo, Pavel Nyashin, foi roubado em 24 milhões de rublos em dinheiro de um cofre em sua casa, depois de "ostentar" sua riqueza on-line derivada de cripto.