Justin Sun, da Tron, vai remarcar o almoço com Warren Buffett 'muito em breve'

O fundador e CEO da Tron, Justin Sun, diz que vai remarcar seu almoço de caridade com o presidente da Berkshire Hathaway e bilionário, Warren Buffett, "muito em breve".

O CEO anunciou a notícia durante uma transmissão ao vivo na terça-feira, 24 de setembro.

Um convite aberto ao líder do mundo livre

Conforme relatado, Sun venceu um leilão de caridade no eBay em junho para almoçar com Buffett e com convidados a sua própria escolha, com uma oferta vencedora de US$ 4.567.888 - a oferta mais alta nos 20 anos de história do evento.

Contudo, poucos dias antes do tão esperado evento, o CEO da Tron foi forçado a adiar devido a razões médicas. Entre os convidados confirmados estão Jeremy Allaire, CEO da Circle, e Charlie Lee, criador do Litecoin (LTC).

Antes do adiamento, Sun extendeud o convite até o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, após as observações contundentes do presidente sobre criptomoedas nas mídias sociais. Sun apelou:

"Sr. Presidente, o senhor está sendo enganado por notícias falsas. #Bitcoin#Blockchain são a melhor chance para os EUA! Eu adoraria convidá-lo para almoçar com líderes de cripto junto com @WarrenBuffett em 25 de julho. Garanto que após este almoço, ninguém saberá mais sobre cripto do que o senhor!”

O presidente não respondeu publicamente ao convite de Sun.

Uma imaginação vívida

Buffett - que ganhou o apelido de "Oráculo de Omaha" por suas escolhas de investimento ostensivamente astutas - é notório por seu agora opróbrio ritual em relação ao Bitcoin.

Tendo históricamente caracterizado o Bitcoin como "provavelmente veneno de rato ao quadrado" em 2018, este ano viu ainda outras invenções metafóricas, incluindo a observação de que:

"Ele [Bitcoin] não faz nada. Apenas fica lá. É como uma concha do mar ou algo assim, e isso não é um investimento para mim."