Tim Draper convoca presidente da Argentina a legalizar Bitcoin para melhorar economia

O búfalo cripto Tim Draper aconselhou o presidente da Argentina a legalizar o Bitcoin (BTC) para aprimorar a situação econômica do país, como informou o Cointelegraph en Español em 22 de março.

O investidor de capital de risco americano teria encontrado o presidente argentino Mauricio Macri em 20 de março para discutir as perspectivas econômicas do país latinoamericano.

Durante o encontro, Draker falou sobre o potencial de tecnologias emergentes como blockchain e cripto para solucionar grandes problemas da economia da Argentina, incluindo a desvalorização do Peso Argentino (ARS), assim como a evasão de talentos do país.

O Cointelegraph en Español citou uma declaração de Draper, que teria dito:

"Nós conversamos sobre o Bitcoin e a desvalorização do Peso, então propus uma aposta: se o Peso puder ser melhor avaliado que o Bitcoin, eu dobraria os meus investimentos no país. Mas se o Bitcoin passar a valer mais que o Peso, eles teriam que declará-lo como moeda nacional. Essa seria uma decisão perfeita, já que existe certa desconfiança na moeda.”

Depois do encontro, Draper explicou sua posição a favor das criptos em uma entrevista para María Julieta Rumi, notando que acredita que o Bitcoin e a blockchain são uma revolução ainda maior que a internet. Draper disse que agora é uma boa oportunidade para adotar a tecnologia na Argentina, argumentando que ela vai permitir uma mudança completa no sistema bancário, comercial e financeiro.

Na entrevista, Draper ainda reinterou sua posição otimista quanto ao Bitcoin, prevendo que a criptomoeda poderá valer até US$250.000 entre 2022 e 2023, e vai representar 5% do total global dos mercados. Ele ainda disse que assim que as pessoas possam ter acesso fácil ao Bitcoin, como ao Peso e ao Dólar, elas escolherão o Bitcoin por quê ele é "descentralizado e aberto, sem fricção e global”.

Em fevereiro, Draper declarou que em cinco anos as moedas fiduciárias serão usadas apenas por criminosos.

Enquanto isso, a Argentina recentemente mostrou-se aberta a adotar novos desenvolvimentos para blockchain e cripto. No começo de março, o governo argentino concordou em co-investir em projetos blockchain que são apoiados pela Binance Labs e pela exchange cripto latinoamericana LatamEx. O CEO da Binance CEO também deu pistas do lançamento de uma nova exchange fiat-cripto na Argentina.

Em fevereiro, a Argentina fechou um acordo de exportação em Bitcoin, vendendo produtos pesticidas e de fumigação no valor de US$7.100 para o Paraguai. A compra foi paga em Bitcoin e então convertida em Pesos Argentinos pra saldar a conta com o exportador.